Publicidade

Estado de Minas

Mark Zuckerberg admite que Facebook terá botão 'não curti'

CEO da rede social participou de sessão de perguntas e respostas com usuários da página. "Estamos trabalhando nisso e vamos implementá-lo", revelou


postado em 15/09/2015 19:05 / atualizado em 15/09/2015 19:15

Recurso foi sempre um dos mais pedidos pelos usuários(foto: Internet/Reprodução)
Recurso foi sempre um dos mais pedidos pelos usuários (foto: Internet/Reprodução)
O botão "não curti" (dislike, em inglês) pode, finalmente, chegar ao Facebook. A informação foi dada pelo próprio criador e CEO da rede social, Mark Zuckerberg, em uma sessão de perguntas e respostas com os usuários da página na tarde desta terça-feira.

Zuckerberg revelou que a empresa está desenvolvendo o recurso, após anos de perguntas e pedidos pela opção. "Hoje é um dia especial porque posso dizer que estamos trabalhando nisso e vamos implementá-lo", afirmou.

Segundo o CEO, um dos motivos para a rede social ainda não ter desenvolvido o dispositivo era o receio da página ficar parecida com o Reddit, onde os usuários votam promoções de conteúdo.

Outra razão para a demora, ainda conforme as respostas de Zuckerberg nesta tarde, seria o possível bullying virtual e o cuidado com a forma das pessoas expressarem suas emoções. "Acredito que dar às pessoas mais formas de expressar suas emoções seria poderoso. Mas precisamos pensar como fazer isso para que as pessoas utilizem isso para o bem e não para diminuir os posts", disse.

"O que os usuários querem é a habilidade de expressar empatia. Nem todo momento é um momento agradável", relatou o CEO. Zuckerberg usou como exemplo alguns momentos atuais, como a crise de refugiados na Europa. De acordo com ele, os usuários não querem curtir publicações assim, mas não têm outra opção atualmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade