Publicidade

Estado de Minas Cruzeiro

Cruzeiro: vitória dá impulso para estreia na Copa do Brasil

Primeira vitória da equipe celeste sob o comando de Felipe Conceição serve de impulso para a estreia na Copa do Brasil, contra o São Raimundo, em Roraima


08/03/2021 13:01 - atualizado 08/03/2021 13:09

Técnico Felipe Conceição admitiu que a busca pelo triunfo estava gerando ansiedade nos jogadores cruzeirenses(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Técnico Felipe Conceição admitiu que a busca pelo triunfo estava gerando ansiedade nos jogadores cruzeirenses (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)


O técnico Felipe Conceição não escondeu o sorriso de alívio após a vitória do Cruzeiro, por 2 a 0, sobre a URT, na noite de sábado, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Foi o primeiro triunfo do time celeste sob o comando do treinador, depois de um empate e uma derrota, também no Campeonato Mineiro. Agora mais leve, a Raposa vai mudar o foco para a Copa do Brasil. Apesar dos protestos do técnico do América, Lisca – que pediu o adiamento do torneio por causa do agravamento da pandemia de COVID-19 no Brasil –, a primeira rodada está marcada para esta semana. E o Cruzeiro vai estrear no Norte do país: na quinta-feira, enfrenta o São Raimundo-RR, em Boa Vista.



O adversário celeste, inclusive, tem uma baixa inesperada para o jogo desta semana. O técnico Chiquinho Viana testou positivo para o novo coronavírus e não vai comandar a equipe. Chiquinho Viana, de 51 anos, precisou ser internado no Hospital Geral de Roraima (HGR) por apresentar baixa saturação do oxigênio no sangue e comprometimento nos pulmões. Quem estará à beira do gramado contra a Raposa será o auxiliar Beto Vieira.

Será o segundo ano seguido que o Cruzeiro encara o São Raimundo na Copa do Brasil. Em 2020, o time mineiro avançou de fase graças ao empate em 2 a 2, mas com muitas dificuldades. De acordo com o regulamento, igualdade no placar garante a classificação ao Cruzeiro novamente. Já o São Raimundo precisa ganhar para avançar à segunda fase.

Felipe Conceição vê evolução no Cruzeiro, que contra a URT teve o domínio da bola e foi melhor na finalização das jogadas. “Fizemos um jogo consistente, fomos crescendo no decorrer da partida, mas sempre com controle muito grande. Isso mostrou um equilíbrio da nossa ansiedade, que estava muito grande por essa primeira vitória. Fizemos um jogo equilibrado, consistente, tivemos muitas chances de gols e concluímos melhor”.

O treinador destacou a importância da postura do time e do resultado para o trabalho: “Conseguimos fazer dois (gols), poderíamos ter feito mais. Estão todos de parabéns. É uma vitória importante para esse início de caminhada, para a confiança do grupo, para vários atletas que estão tendo sequência ou chegando ao clube e se adaptando. É um processo novo e que está demonstrando uma consistência grande, apesar dos dois primeiros resultados”.

A pressão pelos resultados também foi destacada pelo zagueiro Manoel após a partida. Nas duas rodadas iniciais do Mineiro, o Cruzeiro empatou por 1 a 1 com o Uberlândia e foi derrotado por 1 a 0 pela Caldense. “A gente carrega uma pressão muito grande, mas o trabalho está sendo benfeito. Precisamos de tranquilidade.”

Quinto lugar Com o complemento da terceira rodada do Campeonato Mineiro, ontem, o Cruzeiro caiu para a quinta colocação. A Raposa deixou o G-4 com a vitória do Athletic sobre o Boa, por 1 a 0, no Estádio Joaquim Portugal, em São João del-Rei, gol de Willian Júnior. Com o resultado, o calouro do Estadual assumiu a terceira posição.

A equipe celeste corria o risco de ser ultrapassada também por Coimbra ou Tombense, que se enfrentaram no Independência, mas o jogo terminou 0 a 0.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade