Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

Atlético arranca um ponto em empate com o Ceará e reassume a liderança do Brasileirão

Em jogo muito disputado, o Galo chegou a ficar em desvantagem, mas conseguiu empatar em 2 a 2, resultado que garantiu a ponta da tabela


23/11/2020 04:00 - atualizado 22/11/2020 22:51

O atacante Keno cobrou pênalti com precisão e garantiu o empate com o Ceará, no Castelão (foto: LC Moreira/Estadão Conteúdo)
O atacante Keno cobrou pênalti com precisão e garantiu o empate com o Ceará, no Castelão (foto: LC Moreira/Estadão Conteúdo)
Em mais um jogo em que teve vários desfalques em função do surto de COVID-19 e ainda perdeu Dylan expulso aos 24min do segundo tempo, o Atlético conseguiu arrancar um ponto contra o Ceará ao ficar no 2 a 2, ontem, no Castelão, em Fortaleza. Com isso, reassumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, com os mesmos 39 pontos do Flamengo, mas levando vantagem no número de vitórias.

O próximo compromisso será contra o Botafogo, quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, pela 23ª rodada. Nessa partida, o Galo não poderá contar com o lateral-esquerdo Guilherme Arana, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

Ainda não se sabe se algum dos infectados poderá ficar à disposição. São atletas importantes, como o lateral-direito Guga, o volante Allan, os zagueiros Réver e Gabriel, e o atacante Vargas. O próprio técnico Jorge Sampaoli aguarda para retomar o comando do time, que ontem foi novamente dirigido por Leandro Zago, que comanda a equipe de transição.

Sem volantes, uma vez que Jair também testou positivo para o novo coronavírus, a comissão técnica optou por recuar Dylan, que formou o meio-campo com o prata-da-casa Calebe e com o argentino Zaracho. A opção se mostrou acertada.

Com 5min, Keno conseguiu criar boa jogada pela direita e cruzou, mas nem Zaracho nem Eduardo Sasha conseguiram alcançar. Dois minutos depois, os donos da casa responderam, com Tiago cabeceando firme, mas em cima de Rafael. Os mineiros abriram o placar aos 28min, em escanteio da esquerda. Depois de Fernando Prass pegar cabeçada de Igor Rabello, o próprio zagueiro pegou o rebote e cruzou para Eduardo Sasha, de bicicleta, marcar.

Sem inspiração, o Ceará só voltou a criar alguma coisa aos 42min, com Leo Chu, que havia acabado de entrar. Porém, na hora de finalizar, ele chutou mal, para fora. Já nos acréscimos Tiago cabeceou com perigo, depois de falta cobrada do lado direito.

Logo com 2min da etapa final, os cearenses empataram, com Lima. Ele recebeu boa bola de Leo Chu e tocou na saída de Rafael. O Atlético acordou a partir de então e conseguiu três boas chegadas antes dos 10 minutos. Porém, Sasha, Savarino e Dylan não tiveram precisão nos arremates. Mas quem marcou novamente foram os donos da casa, com Felipe Vizeu, aoCeará

Na raça


No minuto seguinte, Marrony foi derrubado na área por Fernando Prass. Keno cobrou o pênalti e deixou tudo igual. Já aos 29min, Marrony foi lançado por Guilherme Arana, ganhou na corrida de Tiago, mas demorou para concluir, permitindo a recuperação do adversário. Aos 35min, Guilherme Arana entrou livre e bateu mesmo sem ângulo, para boa defesa de Prass. Apesar da força demonstrada, o Atlético não conseguiu chegar ao gol da vitória. Agora, tentará voltar a vencer depois de dois jogos.

Ceará

Fernando Prass; Samuel Xavier, Tiago (Klaus, 38 do 2º), Eduardo Brock e Bruno Pacheco; Charles (Leo Chu, 38 do 2º), Fabinho, Lima (Leandro Carvalho, 38 do 2º), Vina e Fernando Sobral; Felipe Vizeu (Cleber, 11 do 2º)

Técnico: Guto Ferreira

Atlético

Rafael; Talison (Bueno, 18 do 2º), Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Dylan, Calebe (Nathan, 18 do 2º) e Zaracho (Marrrony, 13 do 2º); Savarino (Marquinhos, 39 do 2º), Keno e Eduardo Sasha (Hyoran, 39 do 2º)

Técnico: Leandro Zago (interino)

22ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Castelão
Gol: Eduardo Sasha 28 do 1º; Lima 2, Felipe Vizeu 10 e Keno 28 do 2º
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Manis e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartão amarelo: Tiago, Bruno Pacheco, Guilherme Arana (*), Samuel Xavier e Eduardo Brock
Cartão vermelho: Dylan
Próximos jogos do Atlético: Botafogo (C), Internacional (C) e Athlético-PR
(*) Suspenso







*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade