Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Cruzeiro enfrenta o líder Chapecoense com a obrigação de trazer a vitória

Apesar da superioridade do adversário, que tem quase o dobro dos pontos, jogadores celestes acreditam que podem trazer os três pontos


23/11/2020 13:30 - atualizado 23/11/2020 14:51

O atacante Willian Pottker retorna ao time do Cruzeiro depois de cumprir suspensão, e disse que acredita na vitória em Chapecó(foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação)
O atacante Willian Pottker retorna ao time do Cruzeiro depois de cumprir suspensão, e disse que acredita na vitória em Chapecó (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Divulgação)

Com dificuldades para deslanchar na temporada, o Cruzeiro precisará superar a melhor equipe da Série B, a Chapecoense, amanhã, às 21h30, no Oeste Catarinense. O time do Sul lidera a competição de forma disparada, com sete pontos de vantagem sobre o vice-líder América, não perdeu em casa e tem a melhor defesa, com apenas seis gols sofridos em 22 jogos.

A única derrota dos catarinenses na Segunda Divisão foi na sexta rodada, em 28 de agosto. Desde então, foram 10 vitórias e seis empates, com 20 gols marcados e quatro gols sofridos. Para furar essa defesa sólida, a Raposa contará com a volta do atacante Willian Pottker, que cumpriu suspensão no empate por 1 a 1 com o Figueirense, sexta-feira, no Mineirão. Ele se junta a Aírton, Arthur Caíke, Marcelo Moreno, Rafael Sóbis, Sassá, Welinton e Thiago como opções para o técnico Luiz Felipe Scolari.

“Já se passaram três semanas da minha chegada e estou bem ambientado com o clube e o grupo. Agora é me dedicar ainda mais para ajudar o Cruzeiro a voltar a vencer”, afirma Pottker, contratado do Internacional e que tem um gol marcado com a camisa celeste.

Apesar da campanha muito superior do adversário, que tem quase o dobro de pontos, ele acredita que o Cruzeiro poderá voltar de Chapecó com a vitória. “Queremos quebrar a invencibilidade da Chapecoense. Eles estão há bastante tempo sem perder, mas podemos trazer os três pontos”, diz o jogador, que aposta na tradição da equipe azul para conquistar o resultado. “A Chape vem em uma crescente, mas nem tudo é para sempre. Tenho certeza que eles têm respeito enorme pelo Cruzeiro, mas temos de fazer valer este respeito”.

Como empatou também com o Guarani, no Mineirão, o Cruzeiro se vê obrigado a buscar pontos fora para se afastar da zona de rebaixamento. E os atletas dizem estar prontos para isso. “Nossa obrigação é recuperar pontos fora de casa. Os dois empates em casa não estavam nos nossos planos. Mas temos um elenco maravilhoso e que vai brigar pelas vitórias onde quer que jogue”, argumenta o volante Jadsom Silva.

Desfalque


Para o jogo de amanhã, Scolari só não terá o lateral-esquerdo Matheus Pereira, que se se recuperou de entorse no joelho esquerdo, mas recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Figueirense. Assim, Patrick Brey deve ser mantido como titular. A delegação embarcou ontem para Chapecó, onde treina hoje à tarde, no CT da Chapecoense. A escalação, porém, só deverá se divulgada uma hora antes do jogo de amanhã, já na Arena Índio Condá.

ENQUANTO ISSO...

Dois jogos abrem a 23ª rodada

A 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro será aberta hoje. Às 17h30, o Figueirense, que empatou com o Cruzeiro na sexta-feira, recebe o Sampaio Corrêa, que está no G-4, mas viu a sequência de vitórias quebrada ao sofrer 3 a 1 para a Chapecoense, em casa. Já às 20h, o Botafogo-SP, penúltimo colocado, encara o Avaí, que sonha com a zona de acesso, em Ribeirão Preto.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade