Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Lisca retorna, mas pode perder lateral


postado em 04/06/2020 04:00


O técnico Lisca comandou o primeiro treino à frente do América após a retomada das atividades no CT Lanna Drumond. O comandante teve o retorno adiado após ter contato com pessoas que foram diagnosticadas com a COVID-19.
 
Com a volta dele, o América tem o grupo praticamente completo. O clube agora aguarda o retorno do meia-atacante Matheusinho, que testou positivo para a doença, e do auxiliar técnico Márcio Hahn. Ambos são aguardados na segunda-feira.
 
Após o trabalho físico comandado pelo Núcleo de Performance, os atletas treinaram sob o comando de Lisca. O treinador insistiu em jogadas ofensivas, seguidas de finalizações.
 
Se volta o comandante, o Coelho corre o risco de perder um dos titulares na janela de transferências que se abre no próximo mês. O lateral-esquerdo Sávio recebeu proposta do Nacional-POR e pode fechar com o time europeu, caso a Ferroviária-SP, clube detentor dos seus direitos federativos, e o alviverde não cheguem a um acordo na negociação.
 
Sávio foi emprestado pela Ferroviária ao América em 2019 e renovou vínculo em janeiro deste ano. Na nova negociação, há cláusula que permitiria a compra dos direitos federativos pelos mineiros. Em nota, a diretoria americana afirmou não ter recebido proposta oficial e manifestou desejo de contar com o jogador para o restante da temporada.


NEGOCIAÇÕES
 
Anderson Nassrala, empresário do lateral, é quem vem articulando as negociações. O agente explica que a proposta agrada ao atleta, mas depende de acordo entre Ferroviária e América. Sávio é jogador importante do esquema e foi titular em 11 das 12 partidas neste ano.
 
“Ele está emprestado ao América e o clube tem a preferência em adquirir os direitos federativos dele. Há um valor no contrato e, ao final desse contrato, e o América tendo interesse, ele pode ficar com o jogador pagando o valor estipulado. A Ferroviária vai consultar o América para ver se o clube exercerá o direito de compra”, detalha Nassrala.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade