Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro encara o Palmeiras em luta contra recorde negativo

Cruzeiro corre o risco de terminar o primeiro turno do Brasileiro com a menor pontuação desde 2006. Para evitar o vexame, não pode perder para o Palmeiras, de Mano Menezes


postado em 13/09/2019 04:00


A última rodada do turno do Campeonato Brasileiro reservou para o Cruzeiro um dos jogos mais complicados, e justamente quando a equipe vive queda de rendimento técnica. No duelo de amanhã com o Palmeiras, às 19h, no Allianz Parque, o time celeste precisará pontuar para não estabelecer um recorde negativo na primeira metade da competição desde 2006 (quando a competição passou a contar com 20 clubes): terminar com o menor aproveitamento em 19 rodadas.

Fora da zona de rebaixamento, o time celeste obteve apenas 31,5% dos pontos disputados, mas corre o risco de cair para a zona dos quatro últimos colocados em caso de novo tropeço em São Paulo. A pior campanha celeste num primeiro turno ocorreu há três anos, quando somou 19 pontos (33,3% de aproveitamento), um a mais que na atual edição da Série A.

Por isso, jogadores e o técnico Rogério Ceni estão atentos para que o Cruzeiro possa se recuperar fora de casa. O grupo entende que uma vitória em São Paulo não só aliviaria o clima pesado que começou logo depois da eliminação na Copa do Brasil – revés por 3 a 0 para o Internacional – como também daria um crédito a mais para que o novo treinador possa trabalhar com tranquilidade.
 
(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

"A gente tem que mudar (%u2026) Temos que nos doar um pouco mais e fazer o que for possível para reverter essa situação (%u2026) Temos a consciência de que o momento não é dos melhores, mas trabalhamos ao máximo para reverter essa situação"

Pedro Rocha, atacante celeste

 
Na visão do atacante Pedro Rocha, a reabilitação celeste depois de duas goleadas – vem de derrota para o Grêmio por 4 a 1, pelo Brasileiro – só virá com mudança de postura de todo o grupo nas partidas: “A gente tem que mudar. Conversamos bastante e sabemos que o que fizemos até aqui não deu certo. Temos que nos doar um pouco mais e fazer o que for possível para reverter essa situação. O Cruzeiro não merece passar por isso e temos a consciência de que o momento não é dos melhores, mas trabalhamos ao máximo para reverter essa situação”.

A estratégia celeste em busca de uma vitória em São Paulo passa por Rogério Ceni propor armas que possam surpreender o agora rival Mano Menezes, que comandou a Raposa por três anos e conhece as características dos atletas. Nos últimos dias, Rogério comandou treinos fechados para blindar os jogadores da pressão da torcida e para ensaiar jogadas que possam ser úteis na hora do jogo.

“Ele conhece bem nosso grupo, ficou aqui mais de três anos e conhece muitos que estão trabalhando. Mas já mudamos nosso estilo desde a chegada do Rogério. É um grande clássico do futebol brasileiro, que saem bons jogos. Só nos resta buscar a vitória. Sabemos da qualidade do Palmeiras, mas aqui também tem jogadores de qualidades. Vamos buscar o resultado em São Paulo”, afirma Pedro Rocha, principal opção de velocidade para tentar levar vantagem sobre a zaga palmeirense.

Rogério já havia dito depois do jogo contra o Grêmio que mexeria na estrutura da equipe para dar solidez à defesa. Outra ideia é justamente tentar confundir Mano com uma postura capaz de manter o equilíbrio como visitante, diante de um adversário que costuma se dar bem em seu estádio – conquistou 23 dos 27 pontos no Allianz Parque.

Pedro Rocha se coloca à disposição para ajudar a equipe mineira a surpreender o Palmeiras: “Rogério vai tomar as decisões dele e serão pelo bem do grupo. No que pudermos ajudar, é tudo em prol de o Cruzeiro conseguir a vitória, independentemente de quem ele escolher. Precisamos dessas vitórias mais do que nunca”.

ARMA PELA DIREITA
Dentro da ideia de confundir o adversário, o retorno do lateral-direito Orejuela é visto como fundamental. Ele chegou à Toca da Raposa II no início da tarde de ontem, retornando de viagem aos Estados Unidos, onde a Seleção Colombiana disputou os amistosos contra Brasil e Venezuela. Com o gringo na direita, a expectativa é de que as tabelas pelo setor com Marquinhos Gabriel (provável titular) possam ser mais efetivas. Orejuela não atuou nas duas últimas partidas. Quem pode também aparecer como titular é o recém-chegado Ezequiel, primeiro reforço desde que Rogério Ceni assumiu a equipe.


ESTRELADAS...

Fred
O atacante Fred sofreu nova derrota na batalha judicial que trava contra o Atlético. A Justiça do Trabalho cassou a liminar que determinava a suspensão da obrigação de o atacante celeste pagar a multa de R$ 10 milhões, cobrada pelo Galo. Vencido na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), Fred levou o caso à Justiça do Trabalho e havia conseguido suspender a cobrança. Entretanto, depois de recurso do Atlético, o Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região revogou a decisão da primeira instância, obrigando o atacante a realizar o pagamento. Os advogados do atacante vão recorrer novamente. O valor atualizado da multa seria de cerca de R$ 12,7 milhões.

Mais segurança
Depois de duas manifestações seguidas da Máfia Azul na Toca da Raposa II, a diretoria do Cruzeiro ampliou a segurança no local e nas demais dependências do clube (sede social e sede administrativa) para garantir a tranquilidade de jogadores e funcionários. A cúpula já trabalha com uma empresa particular e pediu para enviar novos profissionais a fim de ajudar a manter as dependências sem qualquer confusão. Ontem, nenhum integrante de organizada apareceu no CT celeste.

Dedé
Representantes do zagueiro Dedé, os empresários Giuliano Aranda, conhecido como Magrão, e Ubiraci Cardoso, o Bira, estiveram na Toca da Raposa II para cuidar de uma possível nova investida do Flamengo para contar com o defensor em 2020. A informação do interesse rubro-negro foi publicada inicialmente pelo Blog do Nicola. O contrato de Dedé com a Raposa expira em dezembro de 2021.

Itair reaparece
Liberado pela Justiça para voltar a exercer cargo no Cruzeiro, o vice-presidente de futebol Itair Machado reapareceu pela primeira vez publicamente na Toca da Raposa II. O dirigente conversou com jogadores e integrantes da comissão técnica na parte inicial do treino. Ele segue sendo investigado pela Polícia Civil por causa de denúncias de corrupção, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos depois de denúncia do Fantástico, da TV Globo.



Publicidade