Publicidade

Estado de Minas

Peixe agora na liderança


postado em 29/07/2019 04:08

Felipe Jonatan comemora o terceiro gol santista no triunfo sobre o Avaí que valeu a conquista do primeiro lugar(foto: MARCO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
Felipe Jonatan comemora o terceiro gol santista no triunfo sobre o Avaí que valeu a conquista do primeiro lugar (foto: MARCO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)


Depois de ver o Palmeiras apenas empatar em casa com o Vasco por 1 a 1, sábado, o Santos não perdeu a chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Na Vila Belmiro, o Peixe venceu com tranquilidade o lanterna, Avaí, por 3 a 1, e confirmou a ponta do Nacional, com 29 pontos, dois de vantagem sobre o Verdão, que não vence há três rodadas. O sexto triunfo seguido da equipe treinada por Jorge Sampaoli foi construído com gols de Delis González, Carlos Sánchez e Felipe Jonatan. João Paulo descontou para os visitantes, que continuam no último posto da tabela, em 20º, com apenas cinco pontos em 12 rodadas, sem nenhuma vitória.

Logo aos 8min, o paraguaio Delis González encheu o pé para abrir o placar na Vila, após sobra da defesa catarinense em cobrança de falta de Carlos Sánchez. Aos 27min, João Paulo empatou. Mas o Santos recuperou a vantagem cinco minutos depois, quando o venezuelano Soteldo fez bela jogada e tocou para Sánchez, inteiramente livre, marcar de cabeça. No segundo tempo, aos 32min, Felipe Jonatan deu um lençol em Betão e bateu para o gol. O chute desviou na zaga do Avaí e encobriu Lucas Frigeri.

Já o Flamengo ganhou moral antes da partida decisiva pela Libertadores contra o Emelec, quarta-feira, no Maracanã – na ida, perdeu por 2 a 0. Ontem, o time de Jorge Jesus venceu o clássico contra o Botafogo por 3 a 2, de virada, no Maracanã. Com a vitória, o rubro-negro manteve o terceiro lugar.

O Botafogo, por sua vez, não vence há quatro jogos. Os dois times têm compromissos no meio de semana. O Flamengo faz o segundo jogo contra o Emelec. Já o Botafogo visita o Atlético quarta-feira, às 21h30, no Independência, pela Sul-Americana. Derrotados no primeiro duelo por 1 a 0, os botafoguenses precisam vencer por dois gols de diferença.

RAFINHA BRILHA Mesmo com um mata-mata pela frente, Jorge Jesus escalou força máxima. Rafinha foi para lateral-direita, Trauco entrou na vaga de Renê na esquerda, Cuellar voltou a ser o volante da equipe, e o zagueiro Pablo Marí formou a dupla de defesa com Rodrigo Caio, que sentiu lesão logo no início. Cícero abriu o placar para o Botafogo aos 14min, mas Gérson, em linda jogada, empatou para o Flamengo aos 35min, num chute cruzado. No segundo tempo, Gabriel virou. Diego Souza, em cobrança de falta, empatou. Aos 29min, o experiente Rafinha fez linda jogada e tocou para Bruno Henrique fechar a vitória.

Pela manhã, a Chapecoense não conseguiu superar a defesa do Bahia e empatou sem gols na Arena Condá, em Chapecó. O resultado foi pior para os catarinenses, que seguem na zona de rebaixamento, com 9 pontos, e salvou o Cruzeiro de terminar a 12ª rodada na zona da degola.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade