Publicidade

Estado de Minas

Pelo fim do duplo jejum

Com reservas, Cruzeiro tenta voltar a vencer na competição depois de quase três meses. Fred retorna e lutará contra uma seca pessoal: centroavante não faz gol há 12 partidas


postado em 26/07/2019 04:10

Fred, que perdeu a vaga no ataque celeste para Pedro Rocha após a parada para a Copa América, tem a chance de mostrar que merece reconquistar o lugar(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 24/6/19)
Fred, que perdeu a vaga no ataque celeste para Pedro Rocha após a parada para a Copa América, tem a chance de mostrar que merece reconquistar o lugar (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 24/6/19)
 
 
Com a Copa Libertadores como prioridade, o Cruzeiro vai usar time alternativo mais uma vez no Campeonato Brasileiro, pelo qual recebe o Athletico, amanhã, às 19h, no Mineirão, pela 12ª rodada. Mas o “misto” celeste será quente, com jogadores de destaque ou que costumam entrar nas partidas mais importantes. Tudo para tentar voltar a vencer pela competição depois de quase três meses – a última foi em 5 de maio, quando fez 2 a 1 no Goiás, também no Gigante da Pampulha.

Entre os mais renomados que estarão em campo amanhã está o atacante Fred. Artilheiro da equipe na temporada, com 16 gols, além de ter dado quatro assistências, o centroavante se recuperou da labirintite que o impediu de viajar no início da semana para Buenos Aires, onde a Raposa ficou no 0 a 0 com o River Plate, no duelo de ida das oitavas de final da Libertadores. Como o time do Cruzeiro, ele também luta contra um jejum pessoal: já são 12 partidas sem balançar as redes.

Fred tenta recuperar a titularidade na equipe principal, perdida para Pedro Rocha desde a retomada das disputas após a parada para a Copa América. Será o segundo jogo como titular desde então, mas a primeira só ocorreu porque Thiago Neves não estava 100% fisicamente para enfrentar o Atlético, no confronto de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

O camisa 9 celeste não se saiu bem nessa partida. Segundo o técnico Mano Menezes – que hoje completa três anos ininterruptos à frente do time –, a intenção era que Fred segurasse a bola na frente, uma vez que a Raposa poderia perder por até dois gols de diferença depois de ter goleado por 3 a 0 na ida, mas isso não foi feito, resultando em muita pressão e vitória do adversário por 2 a 0.

SEQUÊNCIA Outro que terá nova chance é o também atacante David. Se nunca teve sequência como titular desde que foi contratado, em janeiro do ano passado, ele quer mostrar que pode ser útil durante as partidas, ganhando a confiança do treinador. Para isso, nada melhor que ajudar o time a voltar a vencer, preferencialmente balançando a rede. “A gente vem se cobrando a vitória, estamos com o sinal de alerta ligado. Não temos de ficar pensando só no River. Precisamos voltar a ganhar no Brasileiro.”

David, atacante do Cruzeiro, soma quatro gols com a camisa celeste em 45 partidas. Na rodada passada do Brasileiro, Mano também escalou reservas, que empataram por 0 a 0 com o Bahia, em Salvador. Agora, David acredita que a resposta pode ainda melhor. “Ele tem confiança na gente, o jogo do Bahia é a prova”, diz o atacante.

Como o Athletico também está nas oitavas de final da Libertadores (contra o Boca Juniors), deve trazer time reserva a BH. David não acredita que isso significará facilidades para o Cruzeiro: “Eles também vão querer a vitória. Só que estaremos em casa e precisamos vencer”.

ENQUANTO ISSO...
Longe da telinha
Cruzeiro x Athletico não terá transmissão por emissoras de TV. O clube paranaense é o único da Série A do Brasileiro que não assinou contrato com o Grupo Globo para transmissão via pay-per-view. Em nota, a direção do clube afirma “que não concorda com a forma injusta de distribuição das receitas de PPV. Pelo formato atual, as receitas são muito concentradas. Apenas dois clubes (Flamengo e Corinthians) recebem valores, juntos, 40 vezes maiores que o Furacão”. O Athletico vendeu os direitos de transmissão da TV aberta para a Globo. Na TV por assinatura, preferiu a proposta da Turner e tem exibidos o confrontos com equipes que também acertaram com os norte-americanos – Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos. O Cruzeiro, por sua vez, assinou com a Globo para todas as plataformas: TV aberta, assinatura e pay-per-view. Assim, o jogo de amanhã poderia ser transmitido pela Globo na TV aberta, mas isso não ocorrerá.


Publicidade