Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Momento para o ajuste fino


postado em 09/07/2019 04:05

Patric rechaça suposto favoritismo atleticano e evita falar da fase delicada do rival(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
Patric rechaça suposto favoritismo atleticano e evita falar da fase delicada do rival (foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)

Com a tendência de entrar em campo no clássico com a base da escalação do último jogo oficial, diante do São Paulo, o Atlético aproveita os últimos treinos para corrigir eventuais erros do período que precedeu a Copa América. A ideia do técnico Rodrigo Santana é ter contra o Cruzeiro uma equipe mais solta, que trabalhe bem a bola no campo ofensivo e não tome tantos sustos na bola aérea, um dos problemas que prejudicaram o Galo neste ano.

A derrota por 3 a 1 para o América no jogo-treino de sábado aumentou a preocupação da comissão técnica alvinegra. A análise feita pelo grupo foi de que a parte física ainda não estava no nível ideal, pois vários titulares sentiram desgaste acima do normal e não tiveram rendimento satisfatório.

O lateral-direito Patric tenta tranquilizar a torcida e confia que o time alvinegro naturalmente jogará melhor diante do Cruzeiro: “O jogo-treino não foi como gostaríamos. O América suportou bem o trabalho. Posso dizer que sentimos muito a perna. Estávamos sem jogar por alguns dias. Essa derrota teve algumas demonstrações do que podemos melhorar. Agora é pensar no clássico, tentar fazer bom jogo. Temos de colocar tudo o que não colocamos no sábado”.

Para o jogador de 30 anos, o momento ruim do Cruzeiro não leva o Atlético a ser favorito no clássico. Ele evita falar na fase do rival: “Temos que focar no nosso pé de laranja e não ficar pensando na cor da grama do vizinho. Não cabe a nós (analisar o momento do Cruzeiro). Temos um foco e um objetivo, bem alicerçado no que queremos. Estamos concentrados no que fazer para que as coisas possam continuar, como terminamos antes da parada, crescendo degrau a degrau, torcendo para que o trabalho seja impecável”.

PROBLEMAS PESSOAIS Desfalque no jogo-treino com o Coelho, o volante Adílson é aguardado em Belo Horizonte para se juntar ao grupo. Ele pediu dispensa dos últimos trabalhos em virtude de problema particular não revelado pelo clube. O camisa 21 ganhou a disputa individual com Zé Welison e atuou contra o São Paulo, no último jogo antes da parada para a Copa América.

Com desconforto na coxa direita, o zagueiro Leonardo Silva segue fora da equipe. Ontem, o jogador fez apenas corridas leves no gramado e continuou o tratamento na fisioterapia. Quem voltou a treinar com o grupo foi o armador Nathan, que teve o contrato com o clube renovado até 1º de janeiro de 2020 – ele pertence ao Chelsea.


Publicidade