Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Últimos finalistas disputam 3º lugar


postado em 06/07/2019 04:06

Scaloni e Rueda negam haver falta de motivação nas suas seleções(foto: Miguel Schincariol/AFP)
Scaloni e Rueda negam haver falta de motivação nas suas seleções (foto: Miguel Schincariol/AFP)


Apesar de a maioria dos jogadores não gostar da disputa do terceiro lugar, o técnico argentino Lionel Scaloni quer encerrar a competição da melhor forma possível. E promete força máxima contra o Chile hoje, às 16h, no Itaquerão, em São Paulo. Pensamento parecido tem o colombiano Reinaldo Rueda, treinador do Chile, que vai iniciar  uma renovação visando à Copa de 2022, no Catar. Chilenos e argentinos fizeram as duas últimas finais da Copa América, com duas vitórias chilenas.

“A gente vai colocar quem achamos melhor para o jogo”, disse Scaloni. “Todos estão motivados. Todos querem terminar da melhor forma. Não é a mesma coisa ser terceiro e ser quarto. A vitória é importante para mostrar que o rumo, do ponto de vista esportivo, é este”, complementou.

Para a partida, o treinador não poderá contar com o meia Acuña e o atacante Lautaro Martínez, suspensos pelo acúmulo de cartão amarelo. Lo Celso e Dybala devem ser os substitutos, respectivamente. Messi não deverá ser poupado. O craque do Barcelona trabalhou normalmente com o restante do grupo ontem no Pacaembu.

Scaloni fez uma análise sobre seu camisa 10 e considerou injustas as críticas feitas ao jogador. “Do meu ponto de vista ele sempre jogou bem. É que a gente está acostumado a ver ele fazer coisas de outro planeta. Quando faz um jogo bom parece que não é o suficiente. Algumas vezes o time tem de se sobrepor. Nisso, vi que o grupo também amadureceu”, disse.

Renovação Jogadores bicampeões (2015 e 2016) da Copa América, Medel, Vidal e Alexis Sánchez deverão perder espaço gradativamente na seleção chilena a partir do segundo semestre. “Temos de fazer um trabalho intenso de renovação. Nosso objetivo a partir de agora é obter uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Não tivemos gerações Sub-15, Sub-17 e Sub-19 vencedoras e por isso somos a única seleção sem jogadores Sub-23 na Copa América”, afirmou Reinaldo Rueda. Para o treinador colombiano, o rejuvenescimento da seleção será algo natural.

O volante Vidal não tem a sua escalação confirmada para o duelo contra a Argentina. O jogador sente dores no tornozelo direito, após sofrer uma torção no jogo contra o Peru na semifinal. “Ele sente muitas dores, vai ser reavaliado. Trata-se de um jogador muito forte, mas sua escalação não é certa”.

Apesar da impossibilidade de conquistar o tricampeonato consecutivo, Rueda destacou a importância de derrotar a Argentina e terminar em terceiro lugar. “Em um torneio deste tamanho, todos os resultados são importantes. Por vários aspectos. Por nossa dignidade, orgulho... acho que será um jogo bastante interessante e muito disputado”.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA X CHILE
ARGENTINA: Armani; Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; De Paul, Paredes e Lo Celso; Messi; Agüero e Dybala
Técnico: Lionel Scaloni
CHILE: Arias; Isla, Medel, Maripán e Beausejour; Aránguiz, Pulgar e Pablo Hernández; Sagal, Vargas e Alexis Sánchez
Técnico: Reinaldo Rueda
Disputa do 3º lugar da Copa América
Estádio: Itaquerão
Horário: 16h
Árbitro: Mário Díaz de Vivar
TV: SporTV




Publicidade