Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Palco da abertura quase pronto


postado em 04/07/2019 04:06

O Estádio Nacional será inaugurado em dezembro e tem custo estimado em R$ 4,8 bilhões(foto: Behrouz MEHRI/AFP )
O Estádio Nacional será inaugurado em dezembro e tem custo estimado em R$ 4,8 bilhões (foto: Behrouz MEHRI/AFP )


Tóquio – A pouco mais de um ano do início dos Jogos Olímpicos de 2020, o novo Estádio Nacional de Tóquio está 90% concluído. E os organizadores revelaram que estão planejando a realização de eventos em dezembro para inaugurar a arena, projetada pelo arquiteto japonês Kengo Kuma.

Ontem, a imprensa foi liberada para realizar uma visita ao estádio, que tem o seu valor de construção estimado em US$ 1,25 bilhão (aproximadamente R$ 4,82 bilhões), fica no centro de Tóquio e será palco da cerimônia de abertura da Olimpíada, em 24 de julho de 2020. Também vai receber competições de atletismo e futebol, além da festa de encerramento dos Jogos.

Segundo os organizadores, cerca de 45 mil dos 60 mil assentos permanentes foram instalados e o gramado deverá ser plantado até o fim do mês. Já a pista de atletismo será fixada no local entre agosto e setembro deste ano.

Inicialmente, as definições sobre o design do novo estádio foram concedidas à arquiteta britânica Zaha Hadid, mas as autoridades desistiram do projeto quando o seu custo para erguê-lo subiu para US$ 2 bilhões (aproximadamente R$ 7,7 bilhões).

Incluindo o estádio, Tóquio está construindo oito instalações para a Olimpíada. Os outros 35 locais para os Jogos são definidos como temporários ou se tratam de estruturas existentes que vão ser utilizadas a partir de algumas reformas, o que permitiu, de acordo com os organizadores da Olimpíada, a economia de bilhões de dólares.

A outra peça central para os Jogos de 2020 será a Vila Olímpica para mais de 10 mil atletas e que está sendo construída na beira da Baía de Tóquio.

Há dificuldade em apontar quais serão os custos exatos dos Jogos, especialmente porque nem todos os investimentos são diretamente em obras para a Olimpíada. Mas Tóquio está gastando, ao menos, US$ 20 bilhões (cerca de R$ 77 bilhões) para tudo ficar pronto, sendo 70% desse valor proveniente de recursos públicos.


Publicidade