Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Sem festa para Messi

Fazer aniversário em meio a competições não tem dado muita sorte ao craque. Retrospectiva mostra que data foi seguida por fracassos da Seleção Argentina


postado em 25/06/2019 04:08

Homenagem da federação argentina ao craque pelo aniversário(foto: Instagram/Reprodução)
Homenagem da federação argentina ao craque pelo aniversário (foto: Instagram/Reprodução)
 
 
Lionel Messi completou 32 anos neste 24 de junho e, como costuma ocorrer, o astro do Barcelona comemorou com seus companheiros da seleção. Mas as ressacas de aniversário do camisa 10 não rendido boas recordações: em anos anteriores, coincidiu, dias depois, com alguma derrota da Argentina em torneios expressivos, conforme mostra a cronologia ao lado.

O 24 de junho é importante no esporte argentino, pois nesse dia, em 1911, nasceu o piloto Juan Manuel Fangio, cinco vezes campeão da Fórmula 1 e primeiro grande mito da história do automobilismo. Sessenta e sete anos depois, nasceu outra estrela,  Juan Román Riquelme, o último grande meio-campista que o futebol argentino viu.

Entre os dois, em 1927, nasceu Osvaldo Zubeldía, jogador e treinador lembrado principalmente pelos torcedores do Estudiantes, já que levou a equipe à conquista de três Copas Libertadores consecutivas (1968, 1969 e 1970) e ao título do Mundial Interclubes de 1968, em decisão contra o Manchester United.

Ontem, não faltaram felicitações a Messi nas redes sociais, desde personalidades do mundo do futebol (de Neymar e Carles Puyol a David Beckham) até instituições (Barcelona, Fifa, AFA e até NBA).

Ontem, Messi comemorou rodeado dos companheiros da albiceleste e da mulher Antonella e seus filhos, que viajaram da Espanha com a esperança de que, finalmente, o desejo de levantar uma taça com a seleção seja cumprido.


À espera de um final feliz NO BRASIL

2006
Messi não foi titular, mas assistiu, no dia de seu aniversário, à vitória argentina nas oitavas de final da Copa do Mundo contra o México (2 a 1), graças a belo chute de fora da área de Maxi Rodríguez. Mas seis dias depois veio a decepção, com a eliminação diante da anfitriã Alemanha, nos pênaltis, em partida acompanhada pelo jovem craque do banco de reservas.

2010
Nem os Jogos Olímpicos de Pequim’2008, vencidos pela Argentina de Messi, nem a Copa América’2007, com a final perdida para o Brasil (3 a 0), coincidiram com datas de aniversário do astro, mas ele voltou a soprar velas em plena Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, comemorando a classificação para as oitavas três dias depois, eliminando mais uma vez o México (3 a 1). Mas, em 3 de julho, os alemães voltaram a estragar a festa e, com uma impiedosa goleada de 4 a 0, eliminaram os argentinos nas quartas de final.

2014
A Copa América’2011 foi disputada em julho, e por isso o grande torneio que coincidiu com o aniversário de Messi foi a Copa do Mundo disputada no Brasil. Um dia depois de fazer 27 anos, ele marcou dois gols na vitória sobre a Nigéria por 3 a 2 e classificou a Argentina como primeira do grupo. A equipe chegou até a final no Maracanã. Mas Mario Goetze, com um gol na prorrogação, acabou com o sonho de Messi e dos argentinos, dando o título à Alemanha.

2015
Um ano depois, Messi partiu o bolo se preparando para as quartas de final da Copa América no Chile, contra a Colômbia. A albiceleste avançou até a final, mas quando parecia que Lionel Messi finalmente comemoraria um título com sua seleção, apareceram os anfitriões para vencerem em uma dramática disputa de pênaltis e conquistarem pela primeira vez o título continental.

2016
Um ano depois, a história se repetiu na Copa América Centenário, disputada nos Estados Unidos, com o agravante de que, desta vez, diferentemente do que ocorrera no Chile, Messi perdeu um dos pênaltis, permitindo o bicampeonato da ‘Roja’. A decepção levou o camisa 10 a anunciar sua aposentadoria da seleção logo após o jogo.

2018
Messi comemorou angustiado seu 31° aniversário, após a derrota por 3 a 0 para a Croácia três dias antes, o que obrigava a albiceleste a vencer a Nigéria, em 26 de junho, para avançar às oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. A vitória sobre os africanos veio no fim do jogo (2 a 1), mas a aventura acabou na partida seguinte, um 30 de junho, em Kazan, contra a França (4 a 3), que mais tarde conquistaria o título mundial.

2019
Graças à vitória de domingo sobre o Catar (2 a 0), que classificou a Argentina para as quartas de final da Copa América, Messi pôde viver com mais alívio seu aniversário ontem, com um treino realizado pela manhã em Porto Alegre, antes da viagem para o Rio de Janeiro, onde a Argentina enfrenta a Venezuela no Maracanã, na sexta-feira, e o craque aniversariante espera vencer para seguir sonhando em finalmente conquistar um título vestindo as cores de seu país.


Publicidade