Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Renda impressionante


postado em 21/06/2019 04:07

Mineirão precisou de três clássicos, quatro jogos de Libertadores e mais sete de Estadual para superar renda de duas partidas de Copa América - Uruguai x Equador e Argentina x Paraguai(foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Mineirão precisou de três clássicos, quatro jogos de Libertadores e mais sete de Estadual para superar renda de duas partidas de Copa América - Uruguai x Equador e Argentina x Paraguai (foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
 

Apesar dos públicos frustrantes, os jogos da Copa América têm apresentado rendas expressivas. Em duas partidas da competição disputadas no Mineirão, foram arrecadados R$ 8.252.905. O valor foi pago pela compra de 48.876 ingressos, considerando-se os públicos pagantes de Uruguai 4 x 0 Equador e Argentina 1 x 1 Paraguai.

Ou seja: o tíquete médio custou cerca de R$ 168 – valor bastante superior ao praticado normalmente em confrontos no estádio. Outro dado que exemplifica essa elitização é que, juntos, Atlético e Cruzeiro precisaram de 14 partidas no Mineirão, em 2019, para arrecadarem valor superior aos R$ 8,2 milhões de renda da Copa América em Belo Horizonte.

Somados, os 14 primeiros jogos dos principais clubes da capital nesta temporada renderam R$ 8.471.358,50. Não é possível precisar o ingresso médio nessas partidas, uma vez que o Atlético divulgou apenas públicos totais, sem distinção entre pagantes e não pagantes.

Dessas 14 partidas, foram três clássicos estaduais – entre Atlético, Cruzeiro e América –, quatro jogos da fase de grupos da Copa Libertadores e mais sete do Campeonato Mineiro.

O Cruzeiro foi mandante em nove desses confrontos, enquanto o Atlético esteve nessa condição cinco vezes. A maior renda foi registrada em 6 de março, quando o time alvinegro perdeu por 1 a 0 para o Cerro Porteño-PAR, pela primeira rodada do Grupo E da Libertadores. Na ocasião, o valor arrecadado foi de R$ 1.738.540.

Por outro lado, a menor renda foi registrada na goleada celeste por 3 a 0 sobre a Caldense, em 20 de março. A Raposa arrecadou apenas R$ 59.259 naquela partida, válida pela 11ª rodada da primeira fase do Estadual.

Rendas dos 14 primeiros jogos de Atlético e Cruzeiro no Mineirão em 2019
Cruzeiro 1 x 0 Patrocinense R$ 136.550,50
Cruzeiro 1 x 1 Atlético R$ 834.717
Cruzeiro 3 x 0 Tupynambás R$ 166.735
Atlético 0 x 1 Cerro Porteño-PAR R$ 1.738.540
Cruzeiro 2 x 0 Tombense R$ 106.567
Atlético 3 x 2 América R$ 613.634
Cruzeiro 3 x 0 Caldense R$ 59.259
Cruzeiro 5 x 0 Patrocinense R$ 168.075
Atlético 3 x 1 Tupynambás R$ 513.148
Cruzeiro 2 x 0 Deportivo Lara-VEN R$ 1.169.104
Atlético 3 x 2 Zamora-VEN R$ 1.053.290
Cruzeiro 3 x 0 América R$ 602.177
Atlético 5 x 0 Boa Esporte R$ 436.456
Cruzeiro 4 x 0 Huracán-ARG R$ 873.106

Rendas dos jogos da Copa América no Mineirão
Uruguai 4 x 0 Equador R$ 1.534.535
Argentina 1 x 1 Paraguai R$ 6.718.370


Publicidade