Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Vitória italiana pressiona Brasil

Itália massacra a Jamaica e põe fogo no duelo de terça contra as brasileiras, valendo vaga para a próxima fase do Mundial. Equipe de Vadão pode passar até com o empate


postado em 15/06/2019 04:08

Invicta, a Azzurra atropelou as jamaicanas, que ainda não pontuaram na competição: 5 a 0 em Reims(foto: Robert Cianflone/Getty Images)
Invicta, a Azzurra atropelou as jamaicanas, que ainda não pontuaram na competição: 5 a 0 em Reims (foto: Robert Cianflone/Getty Images)

 

Após surpreender a Austrália na estreia, a Seleção feminina de futebol da Itália não tomou conhecimento da Jamaica e venceu mais uma no Mundial Feminino. Jogando no Stade Auguste-Delaune, na cidade francesa de Reims, as italianas golearam por 5 a 0 e assumiram a liderança do Grupo C, deixando o Brasil em segundo lugar.

 

A atacante Cristiana Girelli e a meia Aurora Galli foram os grandes destaques da partida. A primeira balançou as redes três vezes, enquanto Galli fez os dois últimos gols do jogo pela segunda rodada. O resultado levou a equipe italiana a 6 pontos, à frente de Brasil e Austrália, com 3. Ainda sem pontuar, o modesto time da Jamaica ocupa o quarto e último lugar. A Seleção Brasileira venceu a Jamaica por 3 a 0 na estreia, mas perdeu para a Austrália por 3 a 2, de virada, na quinta. Com estes resultados, a equipe comandada por Vadão poderá avançar às oitavas de final até mesmo com um empate na rodada final, quando terá pela frente as italianas, na terça-feira, às 16h, mesmo horário de Austrália x Jamaica. Classificam-se as duas primeiras seleções de cada chave e mais as quatro melhores terceiras colocadas entre seis chaves.

 

Em Reims, apesar do domínio, a Itália precisou de duas chances para abrir o placar. Aos 10min, Bonansea sofreu falta dentro da área e a arbitragem consultou o VAR para confirmar a penalidade. Na cobrança, Girelli bateu mal e a goleira Schneider pulou no canto esquerdo para defender. A árbitra, contudo, mandou a cobrança ser repetida ao verificar que a jamaicana se adiantou. Em nova batida, Girelli não perdoou e acertou o outro canto para deixar as italianas em vantagem no placar. O segundo gol saiu aos 24min. Após cobrança de escanteio, a bola atravessou toda a área até acertar em Girelli, que escorou de coxa para as redes. O terceiro foi precedido de uma bola no travessão, após apagão geral na defesa da Jamaica. E, logo no início da etapa final, Girelli voltou à carga. No primeiro minuto, a mesma atacante escorou cruzamento na área, após vacilo da goleira, e anotou seu terceiro gol no jogo.

 

GOLAÇO Daí em diante, as italianas diminuíram a pressão e a Jamaica até sonhou com um gol de honra, que quase veio aos 23, com uma bola de Blackwood no travessão. A esperança, contudo, durou apenas dois minutos. Foi o tempo necessário para a Itália chegar ao quarto gol, o mais bonito da partida. Galli recebeu passe de Bonansea e acertou o ângulo. A goleada foi selada aos 35min. Após bela enfiada de Giugliano pela direita, Aurora Galli escapou pelo meio, driblou a goleira num lindo corte dentro da área e completou para a meta vazia. Em outros duelos de ontem, a Inglaterra bateu a Argentina por 1 a 0. Ainda pelo Grupo D, que as inglesas lideram, o Japão venceu a Escócia por 2 a 1. Pela Chave E hoje se enfrentam Holanda e Camarões, às 10h, e Canadá e Nova Zelândia, às 16h.


Publicidade