Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Para espantar a crise (dentro de campo)

Com mais de 40 mil torcedores no Mineirão, Cruzeiro enfrenta o Flu em busca da vaga nas quartas da Copa do Brasil. Classificação será importante para time retomar a confiança


postado em 05/06/2019 04:08

Jogadores celestes pregam atenção durante toda a partida e a busca do gol desde o começo para não jogar em desvantagem(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Jogadores celestes pregam atenção durante toda a partida e a busca do gol desde o começo para não jogar em desvantagem (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

Se a diretoria do Cruzeiro se mostra vacilante diante de denúncias sérias de irregularidades, a equipe quer espantar questionamentos com vitória sobre o Fluminense hoje, às 19h15, no Mineirão, de preferência jogando bem. Se conseguir, vai seguir na briga por mais um título da Copa do Brasil, verdadeira especialidade da casa: o clube celeste é o maior ganhador do torneio, com seis conquistas. 
Para isso, aposta na base do time campeão nos últimos dois anos, que começa pelo goleiro Fábio, passa pelos zagueiros Dedé e Leo, pelo volante Henrique e termina nos armadores Robinho e Thiago Neves. O atacante Fred completa a espinha dorsal da equipe, mas no ano passado não disputou a competição em função de cirurgia no joelho. 
“A gente tem de começar já pilhado nesta quarta-feira para não sofrer gol e ter de passar o jogo inteiro correndo atrás. O torcedor pode ter certeza que vamos entrar buscando a vitória”, afirma Thiago Neves, fundamental nas duas conquistas anteriores da Raposa e que agora espera voltar a ser decisivo. 
Nem mesmo o fato de o time estar a seis jogos sem vencer tira o otimismo do camisa 10. Segundo ele, o importante é que o Cruzeiro voltou a jogar bem, ainda que tenha perdido para a Chapecoense, em casa, e empatado com o São Paulo, fora, ambas pelo Campeonato Brasileiro. “O fundamental é ter tranquilidade, entrar concentrado, focado no que o treinador vai passar para que a gente possa sair classificado”, declara. 
O volante Ariel Cabral, titular no empate com o Tricolor Paulista e que disputa posição com Lucas Silva, é outro bastante confiante. Afinal, também já experimentou a força do time celeste na competição mata-mata e espera que isso se repita este ano. 
“A gente entrará em campo sabendo que podemos dar o nosso melhor. Somo os atuais bicampeões da Copa do Brasil, competição em que o Cruzeiro costumas se dar bem. Vamos fazer um bom jogo e procurar ter calma na hora de finalizar”, diz o argentino. 
Um dos jogos da sequência ruim do Cruzeiro foi justamente o de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, no Maracanã. Na oportunidade, os comandados de Mano Menezes não estiveram bem, mas arrancaram empate por 1 a 1, que pode ser considerado bom por ser fora de casa. 
De lá para cá, foram duas derrotas e o empate com o São Paulo, todos pelo Brasileiro, no qual o time está perigosamente próximo da zona de rebaixamento. O momento, segundo os cruzeirenses, é de virada. “Você trabalha, treina, mas no jogo às vezes não acontece. Mas temos de continuar tentando. Se a gente vencer, tudo muda, a confiança volta. Uma bola que entrar, as outras vão na sequência”, pondera Ariel Cabral. 
Robinho concorda. “Primeiro era voltar a jogar bem. E voltamos. Agora é hora de voltar a vencer e nos classificar. Aí, a maré ruim vai ficar para trás.” Mais de 40 mil torcedores já garantiram ingressos para o jogo de hoje. 
TREINOS Se houver novo empate hoje, a vaga será definida nos pênaltis. Por isso, as cobranças foram treinadas mais intensamente esta semana, mas a intenção é mesmo conquistar a vaga no tempo regulamentar. Caso não seja possível, Fábio também está bem preparado.
Ontem, o técnico Mano Menezes fechou o treino totalmente. Assim, a formação só deverá ser revelada no Mineirão. 
O certo é que ele não poderá contar com os laterais-direitos Edílson e Orejuela. Por outro lado, o armador Rodriguinho, o meia-atacante Pedro Rocha e o atacante Raniel, que não viajaram à capital paulista no fim de semana, estão à disposição do treinador.
 
Cruzeiro x Fluminense
Cruzeiro
Fábio; Lucas Romero, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Silva), Robinho, Thiago Neves (Rodriguinho) e Marquinhos Gabriel (Pedro Rocha); Fred
Técnico: Mano Menezes
Fluminense
Agenor; Gilberto, Nino, Caio e Caio Henrique; Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso; Luciano, João Pedro e Leo Artur
Técnico: Fernando Diniz
Jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil
Estádio: Mineirão
Horário: 19h15
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e (GO) e Carlos Berkenbrock (SC)
VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
TV: Pay-per-view
 
O adversário...
Flu com desfalques
O técnico Fernando Diniz está quebrando a cabeça para montar o Fluminense que enfrentará o Cruzeiro hoje. Ele não poderá contar com o zagueiro Matheus Ferraz, com entorse no joelho direito, e com o atacante Yony González, que sofreu estiramento muscular na coxa direita. Para completar, também não tem o armador Guilherme e volante Yuri Lima, que já jogaram a Copa do Brasil por Bahia e Santos, respectivamente. Já os volantes Aírton e Dodi ficaram no Rio por decisão do treinador. Assim, Diniz deverá improvisar o volante Caio na zaga. Outra opção é Luan, de apenas 18 anos. Já na frente, Diniz tem como alternativas de meias e atacantes Brenner, Ewandro, Léo Artur, Pablo Dyego e Kelvin. “Temos ausências importantes, de jogadores que jogam desde o início do ano e estão entrosados. A gente sente um pouco, mas futebol é assim. Quem tiver a oportunidade vai dar trabalho para eles recuperarem a vaga”, argumenta o lateral-direito Gilberto. 


 


Publicidade