Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Jogo de hoje será teste para Neymar


postado em 05/06/2019 04:08

Neymar recebeu o apoio do presidente da CBF e tem presença garantida hoje, no Mané Garrincha(foto: CARL DE SOUZA/AFP)
Neymar recebeu o apoio do presidente da CBF e tem presença garantida hoje, no Mané Garrincha (foto: CARL DE SOUZA/AFP)

 

Em meio ao ambiente de turbulência desde a acusação de estupro contra o atacante Neymar, a Seleção Brasileira tenta provar dentro de campo que o clima está normal no amistoso contra o Catar hoje, às 21h30, no Mané Garrincha, em Brasília. A partida será especial para o grande astro brasileiro, que precisará provar que seu problema pessoal não afetará seu desempenho. O teste é o primeiro que o técnico Tite terá para consolidar a formação da equipe que jogará a Copa América a partir do dia 14. O time verde-amarelo jogará ainda contra Honduras, domingo, em Porto Alegre.

Tite garantiu que Neymar estará em campo e não será cortado da Seleção enquanto responder pelo processo na Justiça. O atacante do Paris Saint-Germain foi intimado a prestar depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro para explicar a exposição do vídeo em que mostrou fotos íntimas da mulher que o denunciou. Um carro da polícia chegou na segunda-feira à concentração da Seleção na Granja Comary, em Teresópolis, levando a intimação ao jogador. Ele será interrogado provavelmente na semana que vem, depois que voltar de Porto Alegre. Neymar recebeu ontem apoio do presidente da CBF, Rogério Caboclo, que está em Paris o Congresso da Fifa. Além de assegurar que o astro continuará na equipe durante a Copa América, o dirigente afirmou que todos os esforços serão feitos para que o jogador brilhe na competição: “Sabemos a pessoa que é, o homem que é, o atleta que é e temos total confiança de que tudo vai ser esclarecido. Tenho conversado com os advogados, com o pai e dado o apoio que a CBF tem de dar. Ele está muito bem amparado. Nada está afetando o comportamento da equipe e da comissão técnica. Todos estão focados na Copa América”. A mãe do atleta, Nadine Gonçalves, postou uma mensagem para o jogador em suas redes sociais: “É isso que vai lhe devolver a alegria que andou desaparecida nos últimos dias. Cristãos que somos, perdoe essa menina! Eu e sua irmã, como mulheres, podemos te garantir que ela não nos representa”. PELO BOM FUTEBOL Por mais que o caso do camisa 10 tumultue o ambiente, Tite espera que o bom futebol possa prevalecer a fim de que a Seleção faça boa Copa América: “A Seleção está acima de todos nós e, dando o nosso melhor, estaremos contribuindo. O senso de equipe está acima de nós todos”. Na segunda-feira, ele optou por não comentar o episódio em que o atacante está sendo processado. “Não vou me permitir julgar os fatos”, afirmou o comandante. Nesta noite, Neymar formará o setor ofensivo com Philippe Coutinho, Richarlison e Gabriel Jesus. No segundo tempo, Tite promete testar David Neres no lugar de Richarlison com o intuito de garantir mais velocidade ao ataque. Campeões europeus com o Liverpool no fim de semana, o goleiro Alisson e o atacante Roberto Firmino ficarão no banco de reservas. Com o titular do gol na suplência, o dono da meta brasileira contra o Catar será Ederson, que fez grande temporada com o Manchester City – conquistou o Campeonato Inglês sofrendo apenas 23 gols em 38 jogos. A zaga será formada por Marquinhos e Miranda, uma vez que Thiago Silva se recupera de cirurgia no joelho direito. n Prováveis escalações Brasil: Ederson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luis; Casemiro, Arthur e Coutinho; Neymar, Richarlison e Gabriel Jesus. Técnico: Tite. Catar: Al-Sheeb; Hassan, Hisham, Khoukhiv e Pedro Miguel; Salman, Madibo, Hatem e Akram Afif; Al-Haydos e Almoez Ali. Técnico: Félix Sánchez.


Publicidade