Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Laterais sob risco

Com a lesão de Fábio Santos e a convocação de Guga para a Seleção Olímpica, Atlético pode ter sérios problemas em jogos importantes da temporada


postado em 17/05/2019 05:06

(foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


De uma só vez, as duas laterais do Atlético se tornam problema para a sequência de partidas pelo Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana. Na direita, o titular Guga desfalcará o time alvinegro por cinco jogos por defender a Seleção Brasileira Sub-23 no Torneio de Toulon, que serve de preparação para o Pré-Olímpico, no ano que vem. Na esquerda, Fábio Santos sofreu desconforto na parte posterior da coxa esquerda no empate por 0 a 0 com o Santos e pode desfalcar a equipe contra o Flamengo, amanhã, no Independência.

Velho conhecido do torcedor, Patric entrou no lugar de Fábio Santos durante a partida contra o Peixe e recebeu elogios das arquibancadas. Ele já seria o substituto imediato de Guga, mas agora é o favorito para ocupar o lado esquerdo diante do rubro-negro carioca, numa partida em que o Galo busca a recuperação no Campeonato Brasileiro – vem de derrota para o Palmeiras por 2 a 0, no Mineirão.

Desde 2011 no Atlético, Patric sofreu rejeição da torcida, foi emprestado por várias vezes e improvisado em pelo menos cinco posições. O jogador de 30 anos afirma que um dos objetivos no Atlético é conquistar de vez o prestígio com o torcedor: “Tenho certeza que quero convencer aquelas pessoas que ainda têm certa intolerância com meu nome a mudar. Levantando troféus, isso vai virar 100% a favor. Se eu consigo jogar com adversidade, imagina com as pessoas ao meu lado”.

Titular no começo do ano, ele perdeu a posição para Guga no decorrer do Mineiro. O jogador diz não se incomodar com o banco de reservas e se coloca à disposição do técnico Rodrigo Santana para jogar onde precisar: “A gente está em oração pelo Fábio, para que não seja nada e que ele possa voltar o mais rápido possível. Mas também foi uma oportunidade. Sempre é. Temos a convocação do Guga também. A gente já o parabenizou, aqui dentro fizemos uma festa por ele, porque é um atleta jovem, com potencial. Estou sempre preparado. Tenho essa versatilidade de jogar na direita e na esquerda. Quando o professor optou por improvisar na esquerda, já mostra a confiança que ele tem no meu trabalho, então as coisas ficam mais fáceis. Fiquei muito feliz pela minha atuação pessoal e coletiva”.

Em meio ao problema médico de Fábio Santos, que será reavaliado pelo departamento médico hoje, o Atlético não definiu se pedirá a dispensa de Guga dos jogos da Seleção Brasileira Sub-23. Vários clubes do país cogitaram solicitar à CBF a liberação de seus atletas para a sequência do Brasileiro e das competições de mata-mata. O Athletico, por exemplo, deve pedir a desconvocação de Renan Lodi, enquanto o Fluminense quer contar com o atacante Pedro no mês que vem. Já o São Paulo não quer ficar sem o meia-atacante Anthony, destaque da equipe no Campeonato Paulista.

Por meio de nota via assessoria de imprensa, a CBF afirmou que não há irregularidade na convocação feita pelo técnico André Jardine: “Não houve pedido de liberação de nenhum time. Os clubes foram informados previamente da convocação e muitos já haviam dado o sinal verde”. Por não ser data Fifa, os clubes não têm obrigação de ceder os atletas às seleções nacionais.

Caso não conte com Guga e Fábio Santos, outras opções de Rodrigo Santana para a lateral são Carlos César e o ex-júnior Hulk, que só estiveram em campo com a formação B no Campeonato Mineiro. Eles não têm sido relacionados com o treinador interino.

MEIO-CAMPO O Galo pode ter problemas também no meio-campo para encarar o Flamengo. O meia-atacante Luan teve entorse no tornozelo direito, enquanto Geuvânio teve fadiga muscular e ficou em tratamento ontem. Rodrigo Santana afirmou que o equatoriano Cazares, que voltou à equipe diante do Santos, não tem condições físicas de atuar os 90 minutos. Nesse sentido, Nathan e Vinícius estariam à frente na disputa, caso Luan e Geuvânio não tenham condições de atuar.

 

Galo de uniforme novo
Em evento no Ponteio Lar Shopping, o Atlético apresentou ontem à noite sua nova coleção de uniformes para a temporada, fornecida pela empresa francesa Le Coq Sportif. O clube terá percentual sobre todos os produtos da marca vendidos em Minas Gerais, incluindo peças casuais. As camisas estarão nas Lojas do Galo a partir de hoje, às 12h, ao preço de R$ 260 (camisa masculina) e R$ 230 (feminina). A estreia será contra o Flamengo, amanhã, às 19h, no Independência, pela quinta rodada do Brasileiro. A Le Coq Sportif lançou três modelos de camisa (alvinegra, branca e uma toda preta), além dos uniformes de treino, na cor laranja, e viagem. O contrato entre as partes tem duração de dois anos. O Atlético rescindiu judicialmente o vínculo com a Topper depois de constantes atrasos na entrega dos materiais. “É um momento de alegria para nós, porque estamos em parceria com uma grande fornecedora de material mundial, a Le Coq. E tem tudo a ver com o símbolo do Galo. Também o material é de primeira qualidade”, comemorou o presidente Sérgio Sette Câmara. Da equipe, compareceram o técnico Rodrigo Santana e o capitão Réver.

 

 

Atleticanas

 

Pouca procura

6.871

torcedores garantiram ingressos para o jogo contra o Flamengo, amanhã, no Independência. Esse número leva a crer que o Atlético mais uma vez terá público pequeno. A comercialização pela internet continuará até amanhã, poucas horas antes de a bola rolar. Já a venda presencial ocorrerá na Vila Olímpica (das 10h às 16h), bilheteria Ismênia do Independência (das 10h às 17h) e Lojas do Galo. Os preços dos bilhetes variam entre R$ 15 (setor Minas) e R$ 120 (VIP Pitangui).

 

 

Mais distante de Romero

Em busca de reforços para o restante da temporada, o Atlético ficou mais distante de contar com o paraguaio Ángel Romero, de saída do Corinthians. O Galo chegou a sondar o jogador em fevereiro, mas seu destino deve ser o futebol europeu. O atacante não chegou a acordo com o Timão e foi posto para treinar separadamente no CT Joaquim Grava.

 

 


Publicidade