Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Raposa em busca de feito inédito

Em jogo às 17h, Cruzeiro quer vitória contra o Deportivo Lara para se aproximar de campanha rara na fase de grupos


postado em 23/04/2019 05:19

Rafinha será o substituto de Robinho hoje, em Cabudare, na Venezuela(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 22/1/19)
Rafinha será o substituto de Robinho hoje, em Cabudare, na Venezuela (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 22/1/19)


Três dias depois de conquistar o Campeonato Mineiro, após empate por 1 a 1 com o Atlético, no Independência, o Cruzeiro volta as atenções para a Copa Libertadores, competição pela qual enfrentará o Deportivo Lara-VEN hoje, às 17h (de Brasília), pela quinta rodada do Grupo B. A partida no Estádio Metropolitano, em Cabudare, foi marcada para a tarde em função dos problemas de energia elétrica que afetam todo o território da Venezuela.

Assegurado na primeira colocação, o Cruzeiro busca a quinta vitória para se aproximar de feito raro no torneio: alcançar 100% de aproveitamento na fase de grupos. No formato semelhante ao atual, com oito grupos de quatro times (a partir de 2000), apenas Vasco (2001), Santos (2007) e Boca Juniors (2015) ganharam as seis partidas de suas chaves. Em 2001 e 2011, a Raposa até esteve próxima da campanha perfeita, porém empatou um jogo e somou 16 pontos.

O site FutDados reuniu estatísticas dos desempenhos dos clubes na fase de grupos desde 2000. De 272 equipes classificadas, somente três contabilizaram 18 pontos (1,1%), enquanto 12 somaram 16 pontos (4,4%). O desempenho mais comum foi de 10 pontos, alcançado por 66 times (24,24%).

Na pesquisa, o FutDados excluiu anos em que houve alterações excepcionais no regulamento. Em 2004, a fase de grupos da Libertadores teve 36 equipes distribuídas em nove chaves. Além dos líderes, avançaram às oitavas de final os cinco melhores segundos e dois ganhadores da repescagem. Em 2010, foram para os mata-matas os oito primeiros colocados e os seis melhores segundos, que se juntaram aos mexicanos Chivas Guadalajara e San Luis.

Além do Cruzeiro, estão com 100% de aproveitamento na Libertadores os paraguaios Cerro Porteño, do Grupo E, e Libertad, do Grupo H. Internacional, River Plate-ARG, Olimpia-PAR e San Lorenzo-ARG também seguem invictos na competição.

Para a partida na Venezuela, o técnico Mano Menezes colocará em campo um time mesclado, já que muitos titulares se desgastaram na final do Mineiro. O volante Lucas Romero, suspenso, e o armador Robinho, poupado, não viajaram à Venezuela. Já o lateral-direito Edilson, o lateral-esquerdo Dodô e o armador Rodriguinho ficarão no banco de reservas. Com isso, abrem-se oportunidades para Orejuela, Egídio, Lucas Silva, Rafinha e, principalmente, Thiago Neves, que teve boa atuação no decorrer do segundo tempo do clássico de sábado.

“Preparei-me nas últimas duas semanas, não sei se para 90 minutos. Mas, o tempo que eu ficar em campo, estou preparado. Agora na Libertadores, voltando em um jogo fora de casa, importante para mim, importante para a tabela do Cruzeiro, para seguirmos atrás dessa melhor campanha. Vamos fazer nosso melhor para conseguirmos continuar nessa pegada”, afirmou o camisa 10.

VENEZUELANOS Se o Cruzeiro tem a tranquilidade para poupar jogadores, o Lara terá força máxima hoje. Prova disso é que o técnico Leonardo González escalou os reservas na derrota por 3 a 1 para o Deportivo Táchira, domingo, pela 15ª rodada do Torneio Apertura do Campeonato Venezuelano. Vice-líder do Grupo B, com cinco pontos, a equipe rojinegra tenta fazer história com a ida inédita para as oitavas de final. Nas duas edições anteriores, em 2013 e 2018, o Deportivo caiu na fase de grupos.Huracán e Emelec, que se enfrentam às 19h15 (de Brasília), no estádio El Palacio, em Buenos Aires, torcem por vitória do Cruzeiro para alimentarem suas respectivas chances de classificação às oitavas. Os equatorianos estão na terceira posição da chave, com três pontos. Os argentinos figuram na lanterna, com apenas um.


FICHA TÉCNICA

DEPORTIVO LARA-VEN X CRUZEIRO

DEPORTIVO LARA: Carlos Salazar; Jefre Vargas, Ignacio Anzola, Giácomo Di Giorgi e Leonardo Aponte; Jorge Yriarte, Bernaldo Manzano e David Centeno; Gonzalo Di Renzo, Lorenzo Frutos e Jaime Moreno
Técnico: Leonardo González
CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Rafinha, Thiago Neves e Marquinhos Gabriel; Fred
Técnico: Mano Menezes
5ª rodada do Grupo B da Copa Libertadores
Estádio: Metropolitano de Lara
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Gery Vargas (Bolívia)
Assistentes: Jose Antelo e Edwar Saavedra (BOL)
Cruzeirense pendurado: Dedé
TV: SporTV


Publicidade