Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Reds no embalo de Mané e Salah


postado em 15/04/2019 05:05

Com uma bomba de fora da área, egípcio Salah fez o segundo gol do triunfo do Liverpool sobre o Chelsea(foto: GLYN KIRK /AFP)
Com uma bomba de fora da área, egípcio Salah fez o segundo gol do triunfo do Liverpool sobre o Chelsea (foto: GLYN KIRK /AFP)

O Liverpool passou ileso por mais um difícil teste no Campeonato Inglês. Ontem, jogou bem e contou com a estrela de Mané e Salah para derrotar o Chelsea por 2 a 0, no Anfield Road, e manter a liderança, disputada rodada a rodada com o Manchester City – são 27 mudanças do topo da classificação até aqui. Agora com 85 pontos, os Reds seguem com dois à frente do City, que derrotou o Crystal Palace, fora de casa, por 3 a 1. O time de Guardiola, no entanto, tem uma partida a menos e, portanto, só depende de si para chegar ao título.

A derrota para o líder do campeonato encerrou sequência de três vitórias do Chelsea, que vinha em ascensão. Com o revés em Liverpool e a vitória do Tottenham sobre o Huddersfield no sábado, a equipe treinada por Maurizio Sarri perdeu o terceiro posto e, estacionado nos 66 pontos, caiu para o quarto lugar, o último que dá vaga para a Liga dos Campeões.

Antes de a bola rolar, houve um minuto de silêncio em memória das vítimas da tragédia de Hillsborough, que completou 30 anos ontem e matou 96 torcedores do Liverpool durante jogo contra o Nottingham Forest, pelas semifinais da Copa da Inglaterra de 1989.

Em dois minutos, o Liverpool marcou dois gols e encaminhou a vitória, contando com dia inspirado de Mané e Salah, ex-jogador do Chelsea, do qual foi dispensado pelo técnico português José Mourinho em 2015. Aos 5min, Mané recebeu cruzamento de Henderson e cabeceou para balançar as redes pela 10ª vez em 12 jogos. Dois minutos depois, Salah acertou uma pancada de fora da área que encontrou o ângulo direito de Kepa e ampliou o marcador.

Com dois gols de Sterling e um de Gabriel Jesus, em situação irregular – o brasileiro estava impedido –, o Manchester City venceu o Palace por 3 a 1, em triunfo que teve importante efeito psicológico para o time de Pep Guardiola. O City vinha de derrota por 1 a 0 para o Tottenham, também em Londres, pelo duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, e fará o confronto de volta na quarta-feira, em casa, com a obrigação de ganhar por dois gols de diferença para ir à semifinal.

Sterling abriu o placar após bela assistência do belga De Bruyne, aos 15min da etapa inicial. Aos 17 do segundo tempo, Sterling voltou a balançar a rede depois de passe de Sané. A vantagem no placar fez com que Guardiola sacassse David Silva e Agüero e mandasse a campo Bernardo Silva e Gabriel Jesus. O Crystal Palace descontou aos 35, com Milivojevic cobrando falta da meia-lua com categoria, no canto direito do goleiro Ederson, que não alcançou a bola. Aos 44, em outro contra-ataque, De Bruyne acionou Gabriel Jesus pela esquerda e o atacante, em posição de impedimento não flagrado pela arbitragem, se livrou da marcação e bateu, para selar o placar.

REAL MADRID Na véspera do duelo que o Real Madrid fará contra o Leganés, fora de casa, pelo Campeonato Espanhol – hoje, às 16 horas (de Brasília), pela 32ª rodada –, o técnico Zinedine Zidane expôs o desejo de contar o quanto antes com o brasileiro Vinicius Junior. O atacante se recupera de lesão nos ligamentos do tornozelo direito, sofrida em jogo contra o Ajax, em 5 de março, pela Liga dos Campeões.

“Ele acaba de chegar, é jovem e quero recuperá-lo antes que acabe esta temporada (europeia). Está treinando no campo e creio que, ainda que não possa dizer exatamente em qual rodada, em breve estará conosco”, disse Zidane, que voltou ao time merengue em 11 de março.

O treinador francês tenta recolocar o Real nos trilhos já projetando a próxima temporada, pois neste fim de ciclo 2018/2019 a equipe tem apenas a reta final do Espanhol a disputar. Fora da luta direta pelo título, está na terceira posição, com 60 pontos, 14 atrás do líder Barcelona.

PSG O Paris Saint-Germain desperdiçou a chance de confirmar o título francês ontem. No estádio Pierre-Mauroy, foi goleado pelo Lille por 5 a 1, maior revés sofrido pela equipe parisiense neste século. Os gols foram de Meunier (contra), Pepé, Bamba, Gabriel e José Fonte. Bernat fez o do PSG, que segue na liderança e pode sacramentar a conquista no domingo, contra o Monaco, em casa.


Publicidade