Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Bomba do Jaeci


postado em 13/04/2019 05:04

(foto: JAVIER SORIANO/AFP )
(foto: JAVIER SORIANO/AFP )

Clube-empresa

O presidente Jair Bolsonaro vê com bons olhos a possibilidade de os clubes brasileiros se transformarem em empresas. Ele disse isso no encontro que teve com o novo presidente da CBF, Rogério Caboclo, na quarta-feira. O novo gestor da CBF não entende que todos os clubes terão essa obrigação, mas acha importante que isso ocorra, pois poderíamos ficar mais próximos do patamar europeu, economicamente, e não perder tantos jogadores para o Velho Mundo. É sabido que esse é um processo a médio prazo, mas seria fundamental para os clubes brasileiros abrirem suas portas para empresas estrangeiras e brasileiras. Vale lembrar que alguns clubes como Flamengo, Cruzeiro e Grêmio tiveram, no passado, a ISL e a Hicks Muse, mas foram parcerias amadoras, que não deram certo. Agora, deverá sem bem profissional, e o governo brasileiro estará de olho para que tudo dê certo. Será a redenção dos clubes.

 

Juninho Paulista
Tomei um café da manhã com Juninho Paulista, na quinta-feira, no Rio de Janeiro. Batemos
um papo rápido e ele falou da expectativa de ser o novo diretor de desenvolvimento do futebol brasileiro. Juninho comandou o Ituano por 10 anos, fazendo excepcional gestão, construindo belo CT e modernizando o Estádio Novelli Júnior. Juninho viveu anos na Inglaterra, onde atuou como jogador, fez cursos importantes e está muito bem preparado para a nova função. Goza de prestígio com o presidente Rogério Caboclo e será fundamental na condução dos novos projetos do futebol brasileiro. Com Branco coordenando as divisões de base e Silvinho no comando técnico da Seleção Olímpica, com certeza nosso futebol vai revelar mais talentos e dar à Seleção principal jogadores mais bem preparados, sem medo de vestir a amarelinha.

 

Zidane não quer
Uma fonte revela que o presidente do Real Madrid,  Florentino Pérez, conversou com o técnico Zinedine Zidane (foto) sobre possível investida para tirar Neymar do PSG. O francês disse não ter o menor interesse no jogador e que prefere investir os R$ 2 bilhões que têm à disposição nos compatriotas Mbappé e Pogba, além do belga Hazard. Zidane não gosta do futebol de Neymar, acredita que o francês, de 20 anos e já campeão do mundo, está muito à frente. Talvez por isso o pai
do brasileiro tenha dado entrevista a uma emissora de TV francesa garantindo aos torcedores que o filho continua no PSG. O próprio Barcelona não tem interesse na volta de Neymar, pois ele já passou por uma cirurgia no pé direito, tem 27 anos, e não é aquele jogador que chegou ao clube com o sonho de se tornar o melhor do mundo.

 

Chega desses técnicos
Os dirigentes do futebol brasileiro estão começando a entender que não vale mais contratar técnicos veteranos, que ganharam muito dinheiro e que não contribuem mais em nada para o futebol. A queda de Levir Culpi (foto) no Galo mostrou um treinador despreparado, desatualizado e grosseiro com a imprensa. Ele não teve a hombridade de pedir demissão, pois sabe que sendo demitido recebe a multa rescisória. Assim como ele, há outros técnicos que não estão dando certo, nem mesmo em clubes com jogadores considerados ótimos, como o Flamengo. A torcida vaiou o time na goleada de 6 a 1 sobre o San José, pois entendeu que Abel Braga não conseguiu dar padrão de jogo e bom esquema tático ao rubro-negro. Nome já não diz mais nada no futebol brasileiro. É preciso abrir espaço aos jovens.


Publicidade