Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Bronca funciona na Toca


postado em 22/03/2019 05:08

"Contra a Caldense, mais uma vez a gente saiu sem levar gol, isso é importante" Leo, zagueiro celeste (foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)


O Cruzeiro chega às quartas de final do Campeonato Mineiro e se prepara para sequência de jogos pela Copa Libertadores com a defesa em alta. O time não sofreu gols nas últimas três partidas, tendo saído vencedor em todas: 2 a 0 contra o Tombense e 3 a 0 em Tupi e Caldense, todos pelo Estadual.

Agora, a intenção de todos no clube é manter a boa fase para avançar tanto no torneio regional quanto no continental. “Acho que antes nosso desempenho estava fora da curva, estávamos um pouco relaxados. Sou sempre ‘acusado’ de defender bem e minha equipe não pode sair três vezes na frente e tomar o empate. Para minha avaliação, não serve. Cobrei em cima disso e, desde então, os resultados foram diferentes”, disse o técnico Mano Menezes, se referindo aos empates por 2 a 2 com o Boa, pela quarta rodada, e 1 a 1 com a URT, pela oitava, ambas fora de casa.

Os números dão razão ao treinador. Nas primeiras oito rodadas do Mineiro, o time não sofreu gol em quatro. Por isso, empatou bastante e não chegou a liderar em nenhum momento, terminado a primeira fase em segundo lugar.

Para os atletas, o momento é de afirmação na temporada. “Contra a Caldense, mais uma vez a gente saiu sem levar gol, isso é importante. A gente foi sólido mais uma vez, vamos evoluindo, ganhando consistência, ritmo. Vamos procurar seguir assim para garantir os resultados que nos levem aos nossos objetivos”, diz o zagueiro Leo, que, com 10 partidas em 12 possíveis, é o atleta de linha que mais atuou este ano.

Na quarta-feira, ele teve como companheiro de zaga Fabrício Bruno, que ganhou a disputa com Murilo para substituir Dedé, suspenso. O camisa 26, aliás, tem volta garantida no jogo contra o Patrocinense, amanhã, às 19h, no Mineirão, valendo vaga nas semifinais do Estadual.

Para se classificar, será importante não tomar gol mais uma vez, mas também manter o bom desempenho ofensivo dos últimos jogos. Afinal, o regulamento prevê que a vaga será decidida nos pênaltis caso o jogo termine empatado – nas quartas de final, a única vantagem de quem tem melhor campanha é atuar em casa no jogo único.

“Não reclamo, mas, pela diferença de campanhas, de segundo para sétimo, talvez fosse mais justo que jogássemos pelo empate. Mas o regulamento é este e é com ele que vamos jogar”, pondera Mano Menezes, que está satisfeito com o que o time tem apresentado ofensivamente. “Times como o nosso têm que fazer muitos gols na temporada para ambicionar conquistas. Esses gols têm que ser feitos por alguém. Quando a gente olha a tabela, as necessidades do ano, a gente distribui as tarefas. Oito para esse aqui, 10 para o outro, 15 para alguém. A gente vem conseguindo distribuir isso bem, com uma boa margem de segurança. Nossa média na temporada são dois gols por jogo. Além disso, estamos criando para fazer até mais e isso dá uma perspectiva de melhora para uma necessidade que vai aparecer de agora para frente. Isso nos deixa satisfeitos na condução do trabalho.”

DE VOLTA Além de Dedé, outro jogador que tem retorno garantido amanhã é o lateral-esquerdo Egídio, que também cumpriu suspensão na quarta-feira. Por outro lado, o volante Henrique está fora por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Resta saber se Mano Menezes promoverá a volta de Lucas Romero, que foi poupado diante da Caldense, mantendo Ariel Cabral, ou se muda mais coisas.

Outro que deve voltar é o armador Rodriguinho, que não foi nem relacionado para a última partida para evitar desgaste excessivo. O também armador Rafinha, recuperado de desgaste muscular, participou das atividades de ontem à tarde na Toca da Raposa II e também deve ficar à disposição de Mano Menezes.


Publicidade