Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Comoção pela dor rubro-negra

Jogadores e clubes do mundo todo prestam solidariedade ao Flamengo pelo incêndio no alojamento da base no Ninho do Urubu, que matou 10 garotos e deixou três feridos


postado em 09/02/2019 05:04

Jogadores do Atlético fizeram um minuto de oração pelas vítimas. Cruzeiro, América, clubes cariocas, de outros estados e até de outros países manifestaram seu luto(foto: Bruno Cantini/Atlético)
Jogadores do Atlético fizeram um minuto de oração pelas vítimas. Cruzeiro, América, clubes cariocas, de outros estados e até de outros países manifestaram seu luto (foto: Bruno Cantini/Atlético)


O futebol amanheceu ontem em luto depois que um incêndio atingiu parte do alojamento das categorias de base no CT do Flamengo, o Ninho do Urubu, provocando 10 mortes – todos jogadores rubro-negros, entre 14 e 17 anos – e deixando três feridos. Clubes do Brasil e do mundo, além de jogadores prestaram homenagens às vítimas da tragédia, incluindo América, Atlético e Cruzeiro, que postaram mensagens de apoio em suas redes sociais em sinal de luto.

Houve um minuto de silêncio antes do treino do Galo de ontem, em solidariedade às vítimas. O técnico Levir Culpi cobrou atuação das autoridades: “Gostaria de transmitir para o pessoal do Flamengo os nossos sentimentos. Que as famílias sejam confortadas, os atletas, enfim. É mais uma tragédia. Vai um protesto aqui. Agora vai começar uma revisão nos centros de treinamentos dos times. É o que falamos, primeiro a tragédia, depois as providências”.

O zagueiro Leo, do Cruzeiro, também lamentou a tragédia: “Acaba sendo muito próximo porque a gente passa pela base, ficamos em todo tipo de alojamento. São situações muito complicadas. Desejo muita força, muita paz e solidariedade, e que Deus possa confortar o coração de cada familiar”.

Em luto, a Federação do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) adiou toda a rodada do fim de semana do Campeonato Carioca, inclusive o clássico Fla-Flu, marcado para amanhã, no Maracanã. O departamento de basquete do clube rubro-negro decidiu não participar do Jogo das Estrelas do NBB, promovido pela Liga Nacional de Basquete (LNB). O técnico Gustavo de Conti e cinco jogadores da equipe fariam parte da festa. O armador argentino Franco Balbi e o ala-pivô norte-americano David Nesbitt integrariam o time estrangeiro NBB Mundo; já o ala Marquinhos e os pivôs Anderson Varejão e Olivinha defenderiam o NBB Brasil na partida amistosa de hoje, às 14h, em Franca. A CBF decretou luto oficial de três dias.

COMO É POR AQUI Em Minas, as estruturas de Atlético, Cruzeiro e América estão entre as referências no país no quesito segurança. Os três clubes afirmam receber vistoriais anualmente do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária para desenvolver a atividade diária de práticas esportivas.

O diretor de administração e controle do Galo, Plínio Signorini, diz que a verificação ajuda a evitar problemas: “É rotineiro no clube. Já havia conversado com o pessoal que administra a Cidade do Galo para saber se estava tudo em ordem em relação a extintores de incêndio, saídas de emergência. A estrutura do prédio é nova, bem planejada, de concreto armado. Temos uma segurança e cuidado com a parte elétrica, com direcionamento de geradores e transformadores com supervisão da Cemig”.

A Cidade do Galo abriga cerca de 100 jovens. Inaugurado em 2001, o prédio tem 31 apartamentos. Plínio afirma que o clube fará treinamentos com funcionários e atletas para situações de emergência: “Os funcionários precisam estar bem orientados. Não adianta ter uma estrutura de incêndio bem fundamentada se os funcionários não estão preparados”.

Na Toca da Raposa I, exclusiva para a base do Cruzeiro depois que o profissional se transferiu para a Toca II, em 2002, a situação é parecida. Ainda que os prédios sejam mais antigos (o principal foi inaugurado em 1973), há manutenção permanente. “Não temos mais chuveiro elétrico no vestiário do Sub-20, por exemplo. Também eliminamos cortinas dos quartos, colocando insulfilm. Tudo para minimizar o risco de incêndio. Nossos laudos estão em dia e nos preocupamos com as podas das árvores, que oferecem risco em época de chuvas e ventos fortes como agora”, destaca Quintiliano Lemos, diretor-executivo geral das divisões inferiores da Raposa.

O CT celeste tem capacidade para 90 garotos. Há também o hotel do profissional, com capacidade para 70 atletas, que recebe jogadores estrangeiros. Para mantê-los, o clube conta com profissionais como engenheiros, eletricistas e marceneiros.“Temos preocupação constante com o bem-estar de todos. Afinal, antes de serem aspirantes a grandes jogadores, são garotos cujos pais, os familiares, nos confiaram a vida. Temos de ter responsabilidade, não só pelo que ocorreu no Flamengo”, ressalta Lemos.

O América inaugurou no ano passado um espaço para alocar seus atletas de base em substituição ao antigo CT de Santa Luzia. Adquirido pelo clube há cinco anos, foi posteriormente anexado ao CT Lanna Drumond. Há 60 jogadores morando no alojamento, que conta com cozinha, salas de jogos e salas de reuniões para a comissão técnica. “Todos os laudos exigidos pela legislação estão vigentes. Inclusive, o América possui a Licença A do Certificado de Clube Formador (CCF), que atende às exigências de entidades de administração do desporto. Destacamos também que, em breve, a estrutura será totalmente modernizada, com a construção do Planeta América, que vai dobrar a área do centro de treinamentos. O projeto está em fase final e as obras devem começar ainda em 2019”, informou, por meio de nota.


NAS REDES

“Meu dia começou com as notícias sobre o incêndio no CT do Flamengo – um lugar onde jovens perseguem seus sonhos. É um dia muito triste para o futebol brasileiro”
Pelé, ex-jogador

“Só de lembrar as noites e dias que passei no CT é de arrepiar. Ainda sem acreditar, mas em oração por todos!"

Vinicius Júnior, ex-atacante do Flamengo, atualmente no Real Madrid

“Fui criado na base do Flamengo... Meu Deus, quantos sonhos interrompidos!”
Adriano, ex-jogador

“Uma tristeza muito grande, meus pêsames e sinceros sentimentos a todos os familiares e à nação rubro-negra. Terrível tragédia!”
Ronadinho Gaúcho, ex-jogador

“Que notícia triste para a nação, ainda sem acreditar. Oremos por todos. Nação em luto”

De Arrascaeta, armador do Flamengo

“Meus sentimentos”
Neymar, atacante do PSG

“Profundamente triste. Os  meus sentimentos”
Cristiano Ronaldo, atacante da Juventus

“Uma notícia muito triste para um clube pelo qual tenho um carinho especial. Agora mais do que nunca, força, Flamengo!”
Lukas Podolski, atacante da Alemanha

“Mais um dia triste no futebol! Que Deus conforte os familiares!”
Elias, volante do Atlético

“Toda a minha solidariedade e orações aos familiares. (...) Pronta recuperação aos feridos e que Deus possa confortar cada um neste momento”
Lucas Silva, volante do Cruzeiro


Publicidade