Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Minas tenta segurar a liderança


postado em 08/02/2019 05:06

O Minas, da oposto Bruna Honório, recebe o Fluminense e mantém a ponta se vencer hoje pela Superliga(foto: Orlando Bento/Minas/Divulgação)
O Minas, da oposto Bruna Honório, recebe o Fluminense e mantém a ponta se vencer hoje pela Superliga (foto: Orlando Bento/Minas/Divulgação)


Com o desafio de manter-se na liderança da Superliga Feminina de Vôlei – feito que não conseguia há 17 anos, desde que conquistou seu segundo e último título da competição, em 2002 –, o Minas enfrenta o Fluminense, às 20h (canalvoleibrasil.cbv.com.br), na Arena Minas. O time assumiu o primeiro lugar do torneio ao ganhar do Pinheiros-SP por 3 a 0, terça-feira, em Belo Horizonte, beneficiado pela derrota do Praia diante do lanterna da competição, o São Caetano-SP, em casa, por 3 a 1. Com isso, as minas-tenistas têm agora a vantagem de três pontos sobre a equipe do Triângulo.

A temporada 2018/2019 de vôlei feminino vai se tornando especial para o Minas, que vem quebrando tabu atrás de tabu. No fim de semana, voltou a conquistar um título nacional, o da Copa do Brasil, e agora lidera a Superliga.

O momento no clube é de euforia. Na mira, o bicampeonato do Sul-Americano de Clubes, que começa no dia 19, na capital, assim como o tricampeonato da Superliga. Se há euforia entre torcedores, em meio às jogadoras o clima é de otimismo – não só por estarem na ponta da tabela, mas pela temporada, que inclui o vice-campeonato mundial, em novembro.

“A parte melhor não foi o jogo ou a vitória, mas sim saber que estamos na liderança. Isso é uma conquista nossa, pois estávamos buscando esse objetivo. Agora é manter o ritmo e ir para cima. Queremos o título”, afirma Bruna Honório, oposto e destaque nas últimas partidas. Ela foi a maior pontuadora na vitória sobre o Pinheiros, com 14 pontos, seguida por Mara, que fez 11.

“Devagar e sempre, mas pensando o tempo todo nos nossos objetivos. Assim é nosso grupo e queremos muito mais, o título da Superliga e o bicampeonato Sul-Americano”, reforça a ponteira Gabi.

MAIS JOGOS Quem também estará em quadra hoje é o Praia, que enfrentará o Sesi-SP, às 19h, em Uberlândia. O técnico da equipe mineira, Paulo Coco, diz que não há outro resultado admissível que não a vitória. “Perdemos em casa para o São Caetano e lá se foi a liderança. Temos de vencer hoje, pois o objetivo é retomar a liderança da Superliga.”

A sexta rodada do returno da fase de classificação terá mais três jogos: Sesc-RJ x Pinheiros-SP, no Ginásio do Tijuca, Rio de Janeiro; Camboriú-SC x Brasília, na Arena Multieventos Hamilton L. Cruz, em Balneário Camboriú; e São Caetano-SP x Curitiba, no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul.



Publicidade