Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Orejuela e Dodô deixam boa impressão no Cruzeiro

Laterais, contratados para fazer sombra nos titulares Edílson e Egídio, tiveram boa atuação em suas primeiras apresentações com a camisa celeste


postado em 05/02/2019 05:02

Orejuela fez dois jogos, agradou à torcida cruzeirense, mas técnico Mano Menezes pede calma e ressalta que Edílson ainda é o titular na direita(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Orejuela fez dois jogos, agradou à torcida cruzeirense, mas técnico Mano Menezes pede calma e ressalta que Edílson ainda é o titular na direita (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)


Titulares na goleada por 3 a 0 sobre o Villa Nova, domingo, em Nova Lima, os laterais Orejuela e Dodô começaram a justificar sua contratação pelo Cruzeiro. Se o objetivo da diretoria e comissão técnica era ter “sombras” para os titulares Edílson e Egídio, os recém-chegados estão tirando os donos da posição de uma possível zona de conforto.

O colombiano, que atua pela direita, fez a segunda partida pela equipe celeste e novamente se saiu bem, tanto na defesa quanto no apoio ao ataque – fez cruzamento perfeito para Fred abrir o marcador no Castor Cifuentes. Mas, se a torcida está bastante animada com o início promissor, o técnico Mano Menezes trata de baixar a bola. “Vamos manter um pouco de calma, porque o titular (da lateral direita) é o Edílson. O Orejuela está fazendo o papel dele, mas vai entrar com mérito, justiça e calma. Vocês me conhecem e sabem como a banda toca”, ressalta o treinador celeste.

Para a esquerda, Egídio também segue em alta, ainda que a chegada de Dodô aumente a competitividade no setor. Desde que voltou ao clube, há pouco mais de um ano, o camisa 6 é dono da posição, pois nem Marcelo Hermes, nem Patrick Brey foram páreos na temporada passada. Ambos, inclusive, foram emprestados para Goiás e Coritiba, respectivamente. O Cruzeiro também conta com Rafael Santos. Porém, o jogador de 20 anos, recém-promovido ao profissional, ainda precisa ganhar experiência para entrar na briga pela vaga.

No caso de Dodô, a estreia foi considerada boa, principalmente porque ele foi apresentado apenas 10 dias antes da partida contra o Leão do Bonfim. O mesmo vale para o armador Rodriguinho, que foi apresentado na terça-feira passada e atuou quase o tempo todo logo no primeiro jogo – foi substituído por Thiago Neves aos 31min do segundo tempo.

“Penso que é sempre difícil estrear jogadores com pouco tempo de trabalho, mas entendemos que era a hora. Temos um mês pela frente com semanas de trabalho para definir uma equipe mais base para os principais jogos. Queremos rodar os jogadores, mas tendo uma base definida para facilitar isso. Podemos definir uma nova base depois da chegada dessas peças e diante da estreia deles”, afirma Mano Menezes.

TEMPO Como a equipe não terá compromissos em meio de semana neste mês, o treinador poderá trabalhar os atletas física, técnica e taticamente. A intenção é chegar inteiro à estreia na Copa Libertadores, em 7 de março, contra o Huracán, em Buenos Aires.

Ontem, os atletas tiveram folga e voltam aos treinos nesta manhã. O próximo compromisso será contra o Tupynambás, domingo, às 17h, no Mineirão, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.


ENQUANTO ISSO...
...Thiago Neves faz piada de mau gosto e se desculpa

O armador do Cruzeiro Thiago Neves se viu no centro de uma polêmica ontem depois de brincadeira infeliz na rede social Instagram. Em uma postagem, ele relacionou a tragédia de Brumadinho (que até ontem tinha 134 mortos confirmados) com o rebaixamento do Atlético à Série B do Campeonato Brasileiro, em 2005. “Barragem que já caiu uma vez assusta moradores de Vespasiano e região. Atenção aí pessoal”, escreveu, sobre uma foto da Cidade do Galo. Após ser muito criticado, ele não só apagou a mensagem como publicou outra, pedindo desculpas. “Peço sinceras desculpas pela infelicidade do último story. Na intenção de brincar com o rival não percebi naquele momento que estava excedendo os limites e que isso poderia chatear tanta gente. Quando tudo aconteceu nos sensibilizamos imensamente com a tragédia e buscamos todas as formas de ajudar para minimizar os danos irreparáveis causados em Brumadinho. Errei e fica aqui o meu pedido de perdão pela postagem de mau gosto”, escreveu. O zagueiro atleticano Réver foi um dos que condenaram a postagem de Thiago Neves: “Tem momento em que você consegue brincar, mas quando envolve uma tragédia é lamentável. Que reveja seus conceitos. Não por ser rival, mas foi uma brincadeira infeliz”.


Publicidade