Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Atlético volta a atenção para Réver

Capitão do Galo não esteve em campo contra o Cruzeiro por causa de incômodo muscular na coxa esquerda e faz tratamento para estar inteiro para a estreia na Libertadores, na semana que vem


postado em 29/01/2019 05:02

Zagueiro Réver não enfrentou o Cruzeiro e expectativa é que esteja em campo contra a URT(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Zagueiro Réver não enfrentou o Cruzeiro e expectativa é que esteja em campo contra a URT (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

O Atlético deve ter novidades para o jogo com a URT amanhã, às 21h30, no Independência, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. A expectativa é que o zagueiro Réver e o volante Zé Welison tenham condições de atuar, depois de ficarem fora do clássico com o Cruzeiro devido a incômodo na coxa esquerda e dor no joelho direito, respectivamente.

Ambos continuam em tratamento, mas ainda não estão vetados. Se participarem do treino desta tarde, podem ser relacionados pelo técnico Levir Culpi. O jogo ganha mais importância por ser o último em que o treinador vai escalar força máxima antes da estreia na Copa Libertadores, contra o Danubio, na terça-feira, em Montevidéu. Sábado, contra o Guarani, novamente no Horto, deve ser escalado um time reserva, a exemplo do que ocorreu contra o Tombense, na semana passada.

Segundo o treinador, deixar Réver e Zé Welison de fora do clássico foi uma decisão conjunta da comissão técnica. “Foi um risco calculado, né? Se perdêssemos o clássico, íamos ser cobrados. Mas é assim mesmo, a gente tem que tomar algumas decisões, às vezes as respostas já estão prontas. Então, procurei conversar com o pessoal da fisiologia, fizemos reuniões com os médicos na noite de sábado. E o que eles falaram é que, se deixasse de fora, os jogadores poderiam respirar uma semana e jogar na Libertadores”, afirmou o treinador, que elogiou os substitutos no clássico, o zagueiro Maidana e o volante Adílson. “Gostei da participação dos jogadores, apesar das dificuldades de montagem.”

O que ele sabe é que não poderá contar com Adílson amanhã, pois o volante foi expulso no clássico e está suspenso. Se Zé Welison ainda não reunir as condições ideais, Jair está de prontidão para atuar ao lado de Elias.

Quem também briga por lugar no time é o lateral-direito Guga, contratado no fim do ano passado. Ele ainda não estreou e quem vem jogando é Patric, pois Emerson está defendendo a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Sub-20, no Chile.

MUDANÇA Na administração do clube, o diretor financeiro Carlos Fabel pediu demissão. Ele estava no cargo havia 10 anos e alegou que precisa cuidar da saúde ao entregar o cargo ao presidente alvinegro, Sérgio Sette Câmara. 


Publicidade