Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Janela indiscreta

Início de 2019 marca a abertura do período de contratações em vários países, o que é uma ameaça aos ídolos dos times brasileiros. Apreensão vale para atleticanos e cruzeirenses


postado em 01/01/2019 05:06

O lateral-direito alvinegro Emerson, de 20 anos, está na mira dos espanhóis Barcelona e Betis(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press %u2013 26/10/18)
O lateral-direito alvinegro Emerson, de 20 anos, está na mira dos espanhóis Barcelona e Betis (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press %u2013 26/10/18)

Não bastasse o assédio dos coirmãos verde-amarelos, Atlético e Cruzeiro sofrem a partir de hoje, oficialmente, a cobiça de clubes estrangeiros por seus jogadores. O início do ano marca a abertura do período de transferências em praticamente todo o mundo, sendo que na Europa, onde há mais dinheiro para fazer contratações, e em países do Hemisfério Norte é época da chamada “janela de inverno” – mais curta que a do meio do ano (de verão), mas não menos preocupante para os torcedores brasileiros que temem perder seus ídolos.

No Galo, o lateral-direito Emerson, que completará 20 anos no dia 14, encabeça a lista de desejos dos estrangeiros. Considerado de grande potencial e convocado para a Seleção Brasileira que disputará o Sul-Americano Sub-20 neste mês, no Chile, o jogador está no radar de grandes clubes, como os espanhóis Barcelona e Betis, que podem oficializar o negócio a partir de amanhã. Outro interessado seria o Benfica, de Portugal, país onde as transferências vão de hoje ao dia 30. Não é por acaso que o Atlético trouxe o jovem lateral Guga, também de 20, ex-Avaí, para repor uma possível perda de Emerson já nesta janela.

Outro bastante assediado é o armador Cazares, de 26. O jogador, que teve proposta do Al-Ahli, dos Emirados Árabes, no meio do ano, se tornou alvo do mercado japonês, que terá sua janela aberta a partir de sábado. Um clube já prepara oferta ao Galo de US$ 5 milhões (R$ 19,2 milhões) pelo camisa 10, que tem contrato com o alvinegro até dezembro de 2020.

Jogadores como o zagueiro Maidana, que completará 23 anos em fevereiro, também estaria na mira de clubes do exterior. O defensor assinará vínculo com o Atlético por cinco temporadas, mas é alvo da Roma – ele já providencia o passaporte italiano. O atacante Chará, de 27, por sua vez, poderia voltar ao próprio país, a Colômbia, cujas negociações estão abertas e vão até 28 de fevereiro. O Junior Barranquilla, ex-clube do jogador, se mostra interessado em tê-lo de volta no grupo.

No caso dos países sul-americanos, a maioria das investidas é para repatriar jogadores que estão no Brasil. Isso pode ocorrer com o cruzeirense Mancuello, que entrou na mira do San Lorenzo, da Argentina, cujas contratações estão autorizadas de 21 de janeiro a 20 de fevereiro.

Se o armador não é titular, há jogadores fundamentais na Toca da Raposa II que devem sofrer assédio neste início de ano mais uma vez. Um deles é o zagueiro Dedé, de 30, que voltou a jogar em alto nível depois de praticamente três anos afastado dos gramados devido a problemas nos joelhos.

Em 2014, quando se contundiu, ele tinha proposta para defender a Juventus, da Itália, cuja janela de inverno será aberta na quinta-feira. A mais recente investida europeia foi do Lyon, da França, que poderia voltar à carga a partir de hoje e insistir até 31 de janeiro. A diretoria celeste, porém, diz que não pretende se desfazer do atleta, fundamental na conquista da Copa do Brasil do ano passado.

Outro que de seis em seis meses é citado em grandes do Velho Continente é o armador De Arrascaeta, de 24, que vem ganhando vitrine desde a participação na Copa do Mundo com a Seleção Uruguaia. O Newcastle já havia demonstrado interesse em meados de 2018 e pode fazer nova investida a partir de hoje, quando o mercado da Inglaterra será aberto. O mesmo ocorre com o francês Monaco, que o sondou antes do Mundial da Rússia.

ORIENTE
Além do Japão, países do Oriente como China e Coreia do Sul costumam olhar muito para o futebol brasileiro na abertura da fase de transferências. Lá, o período é mais longo. No caso dos chineses, o prazo para a busca reforços terminará apenas no fim de fevereiro. Já os clubes coreanos podem contratar atletas do exterior até 28 de março.

Mesmo países com pouca tradição no futebol se mostraram perigosos para a manutenção de atletas nos times brasileiros. Caso do Egito, cujo Pyramids veio às compras há cerca de um ano, levando jogadores como os atacantes Keno, Ribamar e Arthur Caíke e os armadores Rodriguinho e Carlos Eduardo, além do técnico Alberto Valentim, atualmente no Vasco.


Publicidade