Publicidade

Estado de Minas

Neuropsicóloga explica que práticas fortalecem inteligência e aprendizado

Um bom programa de treinamento pode melhorar a memória e estimular a habilidade de resolver problemas e isso resulta no aumento dos níveis de inteligência


22/06/2022 09:34

Cérebro
(foto: Pixabay)

Existem diversos tipos de inteligência: habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias, usar a linguagem e aprender. É o que explica a neuropsicóloga Roselene Espírito Santo Wagner. A inteligência, ela diz, pode ser caracterizada pela adaptação a um novo ambiente, ou pela capacidade de estabelecer relações saudáveis, ou de ter pensamentos produtivos, originais, criativos e utilizá-los para resolver problemas do dia a dia.

Além disso, continua a especialista, existem outros padrões específicos de inteligência, como por exemplo uma pessoa que se destaca em um determinado esporte, que está demonstrando um alto nível de inteligência sinestésica. "Já uma pessoa capaz de manipular música em melodia e ritmo está manifestando alta performance em inteligência musical", ensina.

 

A memória, por sua vez, é dividida em duas grandes formas: explícita e implícita. O hipocampo é necessário para a formação das memórias explícitas, ao passo que várias outras regiões do cérebro, incluindo o estriado, a amígdala e o nucleus accumbens, estão envolvidos na formação das memórias implícitas.

A formação de todas as memórias requer alterações morfológicas nas sinapses: novas sinapses devem ser formadas ou antigas precisam ser fortalecidas, ou seja, as sinapses são moldáveis e quanto mais utilizadas criam novos mapas mentais dentro da circuitaria neural, promovendo seu fortalecimento através dos neurônios receptores de NMDA.

A neuropsicóloga Roselene Espírito Santo Wagner
A neuropsicóloga Roselene Espírito Santo Wagner explica que existem padrões específicos de inteligência (foto: Arquivo Pessoal)
"Portanto, a neuroplasticidade é a forma que o cérebro encontra diante do novo para aprender e se adaptar guardando a informação, criando um repertório de protocolos comportamentais no hipocampo", pontua Roselene. 

 

Hipocampo é uma estrutura cerebral com formato semelhante a uma concha de caracol. Tem um terço do tamanho de um chiclete, mas é crucial para a formação da memória, que é um componente fundamental da inteligência.

"Tudo o que aprendemos ao longo do ciclo vital está armazenado de alguma forma. A eficácia com que você acessa esses arquivos mentais é que define sua velocidade no processamento e resgate tardio dessa informação - memória. Quanto mais estímulo, como estudos, leitura, informação, formação, mais sua memória é treinada e performa melhor."

Dicas: o cérebro precisa funcionar em cinco níveis básicos para uma vida sadia e funcional:

 

- Sono fisiológico e noturno;

 

- Alimentação balanceada;

- Estudo e trabalho;

- Atividade física;

- Lazer, diversão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade