Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Pratos Principais

Frango com guariroba

Receita da guariroba fornecida por Sílvio Leonel Côrtes, de Frutal


postado em 18/03/2016 09:10

Ingredientes:

Para o frango

- 1 frango caipira de 2 kg, cortado em pedaços

- 2 dentes de alho

- 1 cebola picada

- 1 litro de água

- 2 pimentas-de-bode vermelhas e pequenas

- 1 colher de sopa de sal

Para a guariroba

- 1 kg de guariroba (espécie de palmito, de sabor amargo)

- Meia cabeça de alho

- 2 limões verdes

- 1 tablete de caldo de galinha

- 1 copo de óleo

- Sal a gosto

Modo de Preparo:

O frango

Refogar o frango com um pouco de alho e os temperos - antes, triturar juntos a pimenta e o sal - até a carne começar a agarrar na panela. Acrescentar a água e deixar cozinhar por aproximadamente uma hora.

A guariroba

Fatiar a guariroba com uma faca de aço inoxidável e deixar numa bacia com água. Fritar o alho, amassado, no óleo e acrescentar a guariroba, o caldo de galinha, o suco dos limões e o sal. Jogar água até cobrir os pedaços, tampar a panela e deixar no fogo por dez minutos. Acrescentar mais dois litros de água e deixar cozinhar. Misturar ao frango e servir.



Tira-gosto do cerrado

O sol quente marca nossa chegada a Frutal, a 620 quilômetros de Belo Horizonte. Buscamos uma receita típica da região, em pleno cerrado mineiro e, surpresa boa, damos de cara com a guariroba. Ou garirova, gairoba, gairova - há opções para todos os gostos e sotaques. Afinal, a espécie - um tipo de palmito mais amargo, do cerrado - é encontrada nas divisas de Minas com São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Quem dá as dicas e cuidados no trato da guariroba é Silvio Leonel Côrtes, de 57 anos, dono do Bar do Gato, há 15 anos ponto tradicional do tira-gosto, acompanhado de cerveja bem gelada. "É preciso cortá-la bem fininha, e sempre com uma faca de aço inoxidável, para que não escureça. E é fundamental deixar numa bacia com água. Para cozinhá-la, a panela tem de ser de alumínio", avisa. E o gosto da guariroba depende da época.

Em tempos de lua cheia, ela amarga menos; na lua nova, amarga mais. Apesar de característico da região, não é difícil encontrar esse palmito nos mercados.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade