UAI
Publicidade

Estado de Minas MODERNIZAÇÃO

TJMG vai reformar Fórum Lafayette, em BH, a partir de novembro

Os quase 5 mil funcionários vão ser realocados; informação foi revelada pelo presidente do tribunal, desembargador Gilson Lemes


28/06/2022 16:26 - atualizado 29/06/2022 11:57

Fórum Lafayette
Local temporário fica na esquina da Avenida Augusto de Lima com a Rua Mato Grosso, a dois quarteirões do Fórum Lafayette (foto: Robert Leal/TJMG)
O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Gilson Soares Lemes, revelou em entrevista ao Estado de Minas nesta terça-feira (28/6) que o Fórum Lafayette, no bairro Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, vai passar por uma reforma estrutural a partir de novembro deste ano e, com isso, os quase 5 mil funcionários vão ser realocados.

“A gente deve começar a reforma em novembro. Já estamos locando um outro prédio para retirar as pessoas”, declarou. A previsão é de que a obra seja concluída em até dois anos. 

De acordo com o desembargador, o motivo da reforma é modernizar o Fórum, trocando, por exemplo, o sistema de ar-condicionado e a fiação da rede elétrica.

“O que vamos fazer é uma reforma estrutural porque ali tem um problema de uma mina embaixo. Como vai ter muito barulho, muito transtorno, a obra vai ser feita em quatro etapas”, explicou.

Atualmente, segundo informações da Central Lapidar, do TJMG, 4.685 trabalham no Fórum Lafayette, sendo que 2.363 são servidores do órgão.

“Nós já tiramos muitas pessoas de lá. Ali no prédio da Avenida Raja Gabaglia, onde era o tribunal, hoje está a Fazenda Pública e as áreas cíveis. O que temos lá no Fórum hoje são as varas de Família e as varas criminais. Estas vão para o prédio da Justiça do Trabalho”, declarou Lemes.

O local temporário fica na esquina da Avenida Augusto de Lima com a Rua Mato Grosso, a dois quarteirões do Fórum Lafayette. 

Palácio da Justiça

O presidente do TJMG também citou o processo de licitação para a restauração do Palácio da Justiça, primeira sede do tribunal, localizado na Avenida Afonso Pena, também na região Centro-Sul da capital.

Segundo o cronograma elaborado pelo Departamento de Engenharia e Gestão Predial (Dengep) em 2020, as obras devem começar logo após o encerramento do processo licitatório, provavelmente em dezembro deste ano, com a conclusão prevista para maio de 2024. O custo estimado é de aproximadamente R$ 11,5 milhões.

Novos 30 prédios em dois anos

O desembargador ressaltou que durante a sua gestão, que se encerra na sexta-feira, foram entregues dezenas de unidades no interior. “Nós inauguramos 30 prédios e temos em torno de 30 outros iniciados”.

Ao todo, Minas Gerais tem 298 comarcas do TJMG, que atendem os 853 municípios do Estado. A última foi instalada por Lemes justamente nesta terça-feira, em Juatuba, na região Central.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade