UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Aécio diz que Lula teve fala 'arrogante e desrespeitosa' sobre o PSDB

'PSDB continua e continuará a ser essencial ao Brasil. E o tempo mostrará isso', afirmou o deputado federal


01/06/2022 13:04 - atualizado 01/06/2022 14:45

Aécio
Aécio Neves, deputado federal, ex-governador e ex-senador (foto: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados)
Deputado federal por Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB-MG) criticou nesta quarta-feira (01/06) o ex-presidente Lula (PT), pré-candidato à Presidência da República nas eleições gerais de 2022, em outubro. O petista disse nessa terça-feira (31) que o PSDB acabou, motivo pelo qual o político mineiro reagiu.

"Arrogante e desrespeitosa a afirmação do ex-presidente Lula de que o PSDB acabou. Por maiores que tenham sido os equívocos dos nossos atuais dirigentes ao priorizar, até aqui, um projeto regional em detrimento da nossa responsabilidade maior de lançar uma candidatura presidencial competitiva para se contrapor aos dois extremos, o PSDB continua e continuará a ser essencial ao Brasil. E o tempo mostrará isso", diz Aécio, em comunicado à imprensa.

A reação de Aécio, candidato à Presidência derrotado por Dilma Rousseff (PT) em 2014, governador de Minas Gerais entre 2003 e 2010 e senador entre 2011 e 2019, aconteceu um dia depois da fala do petista. Lula, em evento em São Paulo, defendeu o PT e relembrou que o PFL deixou de existir em 2007.



"Uma vez teve um senador do PFL que disse que era preciso 'acabar com essa desgraçada do PT', o Jorge Bornhausen. O PFL acabou. Agora, quem acabou foi o PSDB. E o PT continua forte, crescendo, e continua o partido que conseguiu compor a maior frente de esquerda já feita neste país", disse Lula.

Lula, que presidiu o Brasil de 2003 a 2010, deve ter como principal rival na disputa da Presidência este ano o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante), Felipe d'Ávila (Novo), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), Sofia Manzano (PCB), Luciano Bivar (União) e Leo Péricles (UP) também são pré-candidatos no pleito, que acontece em 2 de outubro e no dia 30 do mesmo mês - caso tenha segundo turno.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade