UAI
Publicidade

Estado de Minas OLAVO DE CARVALHO

Renan sobre Olavo: 'Negou o vírus e será sepultado na Terra redonda'

Senador ressalta que não celebra a morte do guru bolsonarista, mas 'deplora o negacionismo' que provocou as mortes pela COVID-19


25/01/2022 14:31 - atualizado 25/01/2022 15:45

Senador Renan Calheiros usa máscara durante a CPI da COVID
Senador Renan Calheiros (MDB-AL) (foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
O senador Renan Calheiros (MDB-AL), que foi relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, usou as redes sociais, nesta terça-feira (25/1), para falar sobre a morte do guru bolsonarista Olavo de Carvalho.
"Negou o vírus, escarneceu dos mortos, não se vacinou, morreu do vírus e será sepultado na Terra redonda”, postou Renan.
 
 
 
"Mas, ainda assim, ao contrário dele, não festejo sua morte. Lamento todas as mortes e as vítimas da COVID e deploro ainda mais o negacionismo que as provocou", escreveu. 
 

Olavo faleceu aos 74 anos na noite de ontem. A notícia da morte foi comunicada pela família nas redes sociais do escritor. Segundo a postagem no Twitter, o guru da família Bolsonaro estava hospitalizado na região de Richmond, no estado da Virgínia, nos Estados Unidos.

Olavo de Carvalho foi diagnosticado com COVID-19 em 16 de janeiro — à época, a notícia foi compartilhada em seu grupo oficial de Telegram. Oficialmente, porém, a causa da morte não foi divulgada.

O escritor era considerado guru do bolsonarismo e foi um dos responsáveis pela volta do conservadorismo no Brasil. Olavo também acreditava que a terra era plana e não redonda.
 

Em postagem nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) lamentou a morte.  "No deixa hoje um dos maiores pensadores da história do nosso país, o filósofo e professor Olavo Luiz Pimentel de Carvalho."

O presidente ainda ressalta que "Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade