UAI
Publicidade

Estado de Minas NA PISCINA

Vídeo: após falas racistas, vereador paulista é preso em condomínio no Rio

Renato Oliveira é presidente da Câmara Municipal de Embu da Artes, no interior de São Paulo


24/01/2022 15:45 - atualizado 25/01/2022 06:48

Vereador sendo levado por policiais
Após falas racistas, vereador é preso (foto: Redes Sociais/Reprodução)
O presidente da Câmara Municipal de Embu da Artes, no interior de São Paulo, vereador Renato Oliveira (MDB), foi detido após uma confusão na piscina de um condomínio em Curicica, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A briga começou depois que o vereador se dirigiu a um funcionário do local com palavras racistas.
Os vídeos do momento viralizaram nas redes sociais. A confusão aconteceu nesse domingo (23/1).
 
Nas imagens, um policial militar aparece dentro da piscina segurando o parlamentar para tentar contê-lo, enquanto ele diz que não fez nada e fala palavrões.
 
Depois, ele é retirado do local. Os moradores aplaudem toda a ação da polícia.

Veja o momento da prisão do vereador:



O que é racismo?

O artigo 5º da Constituição Federal prevê que “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.”

Desse modo, recusar ou impedir acesso a estabelecimentos, recusar atendimento, impedir ascensão profissional, praticar atos de violência, segregação ou qualquer outra atitude que inferiorize ou discrimine um cidadão motivada pelo preconceito de raça, de etnia ou de cor é enquadrado no crime de racismo pela Lei 7.716, de 1989.

Qual a diferença entre racismo e injúria racial?

Apesar de ambos os crimes serem motivados por preconceito de raça, de etnia ou de cor, eles diferem no modo como é direcionado à vítima. Enquanto o crime de racismo é direcionado à coletividade de um grupo ou raça, a injúria racial, descrita no artigo 140 do Código Penal Brasileiro, é direcionada a um indivíduo específico e classificada como ofensa à honra do mesmo.

Leia também: O que é whitewashing?

Penas previstas por racismo no Brasil

A Lei 7.716 prevê que o crime de racismo é inafiançável e imprescritível, ou seja, não prescreve e pode ser julgado independentemente do tempo transcorrido. As penas variam de um a cinco anos de prisão, podendo ou não ser acompanhado de multa. 

Penas previstas por injúria racial no Brasil

O Código Penal prevê que injúria racial é um crime onde cabe o pagamento de fiança e prescreve em oito anos. Prevista no artigo 140, parágrafo 3, informa que a pena pode variar de um a três anos de prisão e multa. 

Como denunciar racismo?

Caso seja vítima de racismo, procure o posto policial mais próximo e registre ocorrência.
Caso testemunhe um ato racista, presencialmente ou em publicações, sites e redes sociais, procure o Ministério Público e faça uma denúncia.



 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade