UAI
Publicidade

Estado de Minas TERCEIRA VIA

'Nem Lula, nem Bolsonaro': manifestantes carregam slogan do MBL em BH

Protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está acontecendo na Praça da Liberdade neste domingo (12/9)


12/09/2021 10:40 - atualizado 12/09/2021 12:09

'Nem Lula, nem Bolsonaro': manifestantes carregam slogan do MBL
'Nem Lula, nem Bolsonaro': manifestantes carregam slogan do MBL (foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
Em  protesto pelo impeachment  do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), manifestantes convocados pelo  Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem para Rua  carregam um slogan nos braços: “Nem Lula, nem Bolsonaro”. Em BH, o ato ocorre na Praça da Liberdade.

 
De acordo com o psicólogo Fernando Rocha, 60 anos, que carregava uma placa com a frase, o petista e o presidente “prejudicaram muito o país". “Bolsonaro prejudicou a democracia e Lula a economia”, diz. 

“São dois modelos de política que não servem mais para o Brasil, precisamos de um político que tenha mais consciência cívica e que não seja atrelado ao Centrão e consiga combater a corrupção”, conta.

Questionado sobre um possível nome para a "terceira via”, Fernando Rocha diz que ainda não existe um candidato que represente essas ideias. O psicólogo citou o ex-juiz Sergio Moro e o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, como boas opções. 

“Infelizmente, há um ano, das eleições, não temos nossa terceira via. Sou a favor do parlamentarismo no Brasil, exigindo partidos fortes”, conta.

César Péret, um dos líderes do MBL Minas Gerais, afirmou para o Estado de Minas, que os atos foram convocados pela liberdade da direita. “É uma demanda urgente para gente que já vem de manifestações políticas que transformaram os meios da política”, conta.
Ver galeria . 25 Fotos Leandro Couri/EM/DA PRESS
(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS )

De acordo com Péret, Bolsonaro “traiu seus eleitores”. “Viemos aqui representar tanto aqueles que votaram em Bolsonaro, quanto aqueles que não”, conta. “Esses grupos passaram a participar do mesmo movimento: Fora Bolsonaro”, explica.

Na liberdade, os manifestantes protestam também contra as medidas adotadas pelo presidente na pandemia de COVID-19, as falas antidemocráticas do presidente e a favor da democracia. 
 
 
 
MBL  foi um dos articuladores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Na época em que o movimento começou a ganhar força, milhares saíram às ruas para marchar contra o governo petista e os altos preços das passagens de ônibus.  Em 2018, o MBL apoiou a eleição de Jair Bolsonaro (sem partido). 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade