Publicidade

Estado de Minas LEGISLATIVO MUNICIPAL

Professor Juliano Lopes é eleito presidente da CPI da COVID em BH

Reunião nesta sexta-feira (21/5) também definiu Irlan Melo (PSD) como relator da comissão da Câmara de BH


21/05/2021 13:52 - atualizado 21/05/2021 14:37

Professor Juliano Lopes vai presidir a CPI da COVID em Belo Horizonte(foto: Karoline Barreto/Câmara Municipal de Belo Horizonte)
Professor Juliano Lopes vai presidir a CPI da COVID em Belo Horizonte (foto: Karoline Barreto/Câmara Municipal de Belo Horizonte)
Por unanimidade, os vereadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, que vai apurar os gastos da Prefeitura de Belo Horizonte durante a pandemia, aberta pela Câmara Municipal da capital mineira, definiram presidente e relator. Datas e horários das reuniões também foram definidos em sessão de abertura nesta sexta-feira (21/5).

O vereador Professor Juliano Lopes (PTC) foi eleito presidente. Nenhum outro parlamentar se dispôs a concorrer à presidência. O mesmo caso aconteceu com Irlan Melo (PSD), que assumiu a relatoria. Nos últimos dias, houve articulação breve para que Flávia Borja (Avante) fosse a relatora, mas ela não concorreu ao posto.

Ao aceitar a função na CPI, Irlan Melo renunciou à liderança da bancada do PSD na Câmara de BH. Prefeito belo-horizontino, Alexandre Kalil (PSD) é filiado ao partido e é uma das grandes figuras políticas da legenda.

A data das reuniões foi tema de discussão. Isso porque Jorge Santos (Republicanos) preferia que as sessões acontecessem às sextas-feiras por conta de um encontro com pastores evangélicos que tem nesse dia da semana. Já Flávia Borja (Avante), presidente da Comissão de Mulheres, pediu para que os encontros da CPI fossem às quintas-feiras por conta justamente dessa comissão parlamentar, que é às sextas.

A posição de Borja foi aceita pelos membros da CPI e também por Jorge Santos, que mudou o voto e salientou que pode se atrasar em algumas reuniões. Com isso, as reuniões da CPI da COVID-19 em BH acontecerá todas as quintas-feiras, a partir das 9h30.
 
Sete membros titulares compõem a CPI da COVID em BH: Nikolas Ferreira (PRTB), signatário inicial da comissão, Jorge Santos, Irlan Melo, Flávia Borja, José Ferreira (PP), Bruno Miranda (PDT) e Professor Juliano Lopes.

Marilda Portela (Cidadania), Marcos Crispim (PSC), Doutor Célio Frois (Cidadania), Helinho da Farmácia (PSD), Walter Tosta (PL), Pedro Patrus (PT) e Miltinho CGE (PDT) são os suplentes da CPI. A comissão foi autorizada por 14 dos 41 vereadores da Casa — número mínimo de assinaturas para o aceite de requerimentos do tipo — e aberta na segunda-feira (10/5) da semana passada. 
 
Segundo trecho do requerimento de abertura, a CPI vai apurar “a atuação e utilização de recursos públicos pela Prefeitura de Belo Horizonte no enfrentamento da pandemia da COVID-19 no município”. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade