Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

Eduardo Bolsonaro chama deputadas da CCJ de 'portadoras de vagina'

A deputada Joice Hasselmann classifica a declaração de 'frase sexista' e pede investigação por quebra de decoro


08/04/2021 20:22 - atualizado 08/04/2021 20:45

Deputado Eduardo Bolsonaro se envolve em polêmica com as deputadas da Comissão de Constituição e Justiça (foto: AFP / EVARISTO SA )
Deputado Eduardo Bolsonaro se envolve em polêmica com as deputadas da Comissão de Constituição e Justiça (foto: AFP / EVARISTO SA )
O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) fez uma postagem no Twitter, nesta quinta-feira (8/4), se referindo às parlamentares mulheres da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) como “pessoas portadoras de vagina”. Elas estavam discutindo com o deputado bolsonarista Eder Mauro (PSD/PA).

Eduardo publicou um trecho de uma sessão na CCJ em que Eder Mauro discute com a deputada Maria do Rosário (PT) .

No vídeo, Mauro se refere às parlamentares como “comunistas” e faz acusações sobre “implementar sexo para crianças de 5 e 6 anos nas escolas” e “ideologia de gênero”. Veja vídeo:
 
 

A deputada Joice Hasselmann (PSL/SP) usou seu perfil na rede social para compartilhar a postagem de Bolsonaro e classificou-a como “frase sexista”. Joice afirmou que irá entrar com representação disciplinar contra o parlamentar no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro.
 
 

Também, nesta quinta-feira, o Conselho de Ética arquivou uma representação contra Eduardo Bolsonaro por declarações a favor da ditadura. Em 2019, ele disse que caso a esquerda radicalizasse , “a resposta poderia ser via AI-5”. Por 12 votos a 5, o processo por quebra de decoro parlamentar foi arquivado.
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Eduardo Oliveira  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade