Publicidade

Estado de Minas CRISE EM BRASÍLIA

Comandantes das Forças Armadas deixam cargos após demissão de ministro

Exército, Marinha e Aeronáutica decidem mudar a chefia depois que presidente Bolsonaro demitiu o ministro da Defesa, general Azevedo e Silva


30/03/2021 12:48 - atualizado 30/03/2021 13:52

O então presidente eleito Jair Bolsonaro cercado por altos chefes militares, em 24 de novembro de 2018 no Rio de Janeiro(foto: AFP)
O então presidente eleito Jair Bolsonaro cercado por altos chefes militares, em 24 de novembro de 2018 no Rio de Janeiro (foto: AFP)
Os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica decidiram nesta terça-feira (30/3) deixar os cargos.

A decisão foi tomada após articulações internas e uma série de reuniões internas.

Em nota, o Ministério da Defesa informou apenas que haveria substituição.

O comandante do Exército, general Edson Pujol, da Marinha, almirante Ilques Barbosa Junior, e o da Aeronáutica, brigadeiro Antônio Carlos Moretti Bermudez, estiveram reunidos com o ex-ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, para comunicar a decisão.
Confira nota oficial emitida pelo Ministério da Defesa (clique no ícone para ampliar a imagem)(foto: Reprodução)
Confira nota oficial emitida pelo Ministério da Defesa (clique no ícone para ampliar a imagem) (foto: Reprodução)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade