Publicidade

Estado de Minas PLANALTO

Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, pede demissão

Em nota oficial, Fernando Azevedo disse que preservou as Forças Armadas como instituições de estado: "missão cumprida"


29/03/2021 16:01 - atualizado 29/03/2021 17:00

Fernando Azevedo pede demissão(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Fernando Azevedo pede demissão (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, pediu demissão nesta segunda-feira (29/03). Segundo ele, a decisão foi tomada após ter a certeza de “missão cumprida”.

Em nota oficial, Azevedo afirmou que “sempre” preservou as Forças Armadas como “instituições de Estado”.

“Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao país, como Ministro de Estado da Defesa", pontuou.

Segundo o Estadão, Bolsonaro pediu a saída de Azevedo após uma entrevista do general Paulo Sérgio, responsável pela área de saúde do Exército, aos jornais Correio Braziliense e Estado de Minas.

Na publicação, o militar apontou a possibilidade de uma 3.ª onda da COVID-19 no País nos próximos meses e defendeu lockdown, contrariando o que prega o presidente, crítico a medidas de isolamento social.

Azevedo permaneceu por dois anos e três meses à frente do Ministério da Defesa. As Forças Armadas: Exército, Marinha e Aeronáutica, são vinculadas à pasta.

Quando foi anunciado ministro, ele era assessor do então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Azevedo foi chefe do Estado-Maior do Exército, um dos postos de maior prestígio na Força, e passou à reserva em 2018.

Mais cedo, Ernesto Araújo deixou o Ministério das Relações Exteriores.

O nome do substituto ainda não foi anunciado mas o ministro da Casa Civil, general Braga Netto, é nome forte para assumir o comando da pasta.

Leia na íntegra:

(foto: Ministério da Defesa/Reprodução)
(foto: Ministério da Defesa/Reprodução)
 
 Nota Oficial

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva
*Em atualização 
*Com agências 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade