Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

ANJ protesta contra decisão que exige retirada de publicação a pedido de senador


25/03/2021 13:09

A Associação Nacional de Jornais (ANJ) criticou, nesta quinta-feira, 25, a decisão do juiz Rodrigo Cardoso Freitas, da 5ª Vara Cível de Vitória, no Espírito Santo, que determinou a retirada do ar do site da Folha de S.Paulo de matéria que classifica como "enganosa" - pelo Projeto Comprova, de checagem de fatos - de postagem nas redes sociais do senador Marcos do Val (Podemos-ES).

De acordo com o Comprova, um vídeo publicado na página de Facebook do senador do Podemos "engana" ao reproduzir trechos de uma fala do médico Drauzio Varella no início da pandemia de covid-19. Em nota, a ANJ afirma esperar que a decisão judicial "seja revista".

"O vídeo destaca, em tom irônico, que Varella minimizou a gravidade da emergência sanitária, mas omite que o médico já afirmou publicamente ter subestimado a doença e que, atualmente, se posiciona de maneira contrária", diz a checagem feita pelo Comprova, que informou o senador Marcos do Val do caráter distorcido da publicação. O parlamentar, no entanto, manteve a postagem nas redes sociais.

"A ANJ espera que decisão do juiz do Espírito Santo seja revista, pois fere o princípio constitucional da liberdade de imprensa. A ANJ assinala ainda que o trabalho de checagem dos fatos feito pelo Projeto Comprova, assim como outras iniciativas similares, é fundamental no combate aos males da desinformação e deveria ser valorizado e não penalizado pelas instituições do país", finaliza a nota da ANJ.

O Projeto Comprova é formado por uma coalização de 28 veículos de jornalismo liderada pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) com o objetivo de checar a veracidade das informações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade