Publicidade

Estado de Minas VEJA PLACAS

Vaquinha para outdoors contra Bolsonaro em BH arrecada R$ 20 mil em 3 dias

Ao menos 12 placas serão instaladas em BH e Contagem até terça-feira (23/3), segundo organizador do movimento; outros 10 municípios também iniciaram campanha


19/03/2021 14:15 - atualizado 19/03/2021 14:33

Segundo Lucas Paulino, do grupo Acredito:
Segundo Lucas Paulino, do grupo Acredito: "Essa é uma maneira que encontramos de demonstrar a indignação que todos sentimos nesse momento em relação ao governo federal" (foto: Movimento Acredito/Divulgação)
O advogado mineiro Lucas Paulino promete mandar instalar ao menos 12 outdoors com críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Belo Horizonte e Região Metropolitana até terça-feira (23/3)



O protesto foi viabilizado graças a uma "vaquinha" virtual, lançada nessa terça-feira (16/3). Em pouco mais de três dias, Paulino estima que a campanha tenha arrecadado mais de R$ 20 mil. 

"À medida que as retribuições forem aumentando, encomendaremos mais outdoors", avisa o advogado, que é doutorando em direito pela UFMG e integra o grupo Acredito, movimento nacional de apoio à geração de lideranças.

Os anúncios serão afixados em 10 pontos da capital e em dois de Contagem, na Grande BH. Segundo Paulino, as mensagens estampadas vão abordar temas como crise econômica agravada a partir da crise sanitária, a condução da pandemia por Bolsonaro, o atraso na aquisição de vacinas contra a COVID-19 e o impeachment do presidente. 

"Dentro do atual cenário da pandemia, não é prudente sair de casa para protestar. Então, essa é uma maneira que encontramos de demonstrar a indignação que todos sentimos nesse momento em relação ao governo federal, diz o acadêmico. 

O ministro da Justiça, André Mendonça, pediu que a Polícia Federal abrisse uma investigação contra moradores de Palmas (TO) pela instalação de outdoors que criticavam o presidente.(foto: Reprodução/Redes Sociais)
O ministro da Justiça, André Mendonça, pediu que a Polícia Federal abrisse uma investigação contra moradores de Palmas (TO) pela instalação de outdoors que criticavam o presidente. (foto: Reprodução/Redes Sociais)
"É também uma forma de reagir à tentativa de cerceamento da liberdade de expressão por parte do presidente àqueles que o criticam", complementou, referindo-se à investigação aberta em 6 de janeiro deste ano, por ordem do Supremo Tribunal Federal, contra os autores de duas placas instaladas em Palmas (TO). As mensagens estampadas afirmam que o chefe do Executivo "não vale um pequi roído". 

Interior

Lucas Paulino conta que o movimento inspirou ao menos 10 municípios mineiros. Grupos de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, Viçosa, na Zona da Mata, além de Ipatinga, no Vale do Aço, e Bom Despacho, na Região Centro-Oeste, já divulgaram financiamentos coletivos no Twitter afirmando ter encomendado placas. 

"Esperamos inspirar também outras capitais, além de mais cidades do interior do Brasil", comenta Lucas.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade