Publicidade

Estado de Minas COMUNICADO

Sob pressão no Ministério da Saúde, Pazuello diz: ''Não estou doente''

General balança no cargo depois que presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniu com a cardiologista Ludhmila Hajjar


14/03/2021 18:25 - atualizado 14/03/2021 18:40

Ministro Eduardo Pazuello pode deixar a Saúde em breve(foto: Evaristo Sá/AFP)
Ministro Eduardo Pazuello pode deixar a Saúde em breve (foto: Evaristo Sá/AFP)

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, negou que esteja doente e descartou que tenha entregado o cargo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

 

"Eu não estou doente. Continuo como ministro da Saúde até que o presidente da República peça o cargo. A minha missão é salvar vidas", afirmou, em comunicado enviado à imprensa. 

Mais cedo, o Ministério da Saúde também negou que Pazuello esteja deixando o comando da pasta. 

 

Pazuello está sob pressão depois que Bolsonaro se reuniu com a cardiologista Ludhmila Hajjar na tarde deste domingo (14/3), no Palácio do Planalto. A movimentação na sede do gabinete do presidente está intensa durante todo o dia.

 

Ludhmila Hajjar pode se tornar a quarta pessoa a ocupar o cargo de ministro da Saúde durante a pandemia.

 

Antes de Pazuello, passaram pelo cargo Nelson Teich, que ocupou a cadeira por menos de um mês, e Luiz Henrique Mandetta.

 

Ludhmila Hajjar trabalha na rede de hospitais Vila Nova Star. Ela desembarcou em Brasília neste domingo para se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), segundo informações da jornalista Mônica Bergamo.

 

Ela já havia sido sugerida para suceder a Luiz Henrique Mandetta no ministério, quando o ex-ministro deixou o cargo em abril do ano passado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade