Publicidade

Estado de Minas LEGISLATIVO MUNICIPAL

Vereadoras protocolam projetos de Marielle Franco na Câmara de BH

Bella Gonçalves e Iza Lourença participam de ação do Instituto Marielle Franco, às vésperas de a morte da vereadora completar três anos em 14 de março


08/03/2021 18:15 - atualizado 08/03/2021 19:14

Bella Gonçalves e Iza Lourença protocolaram, na Câmara de BH, projetos de lei criados por Marielle Franco no Rio(foto: Reprodução/Instagram Bella Gonçalves)
Bella Gonçalves e Iza Lourença protocolaram, na Câmara de BH, projetos de lei criados por Marielle Franco no Rio (foto: Reprodução/Instagram Bella Gonçalves)
Às vésperas de o crime contra Marielle Franco (Psol) completar três anos sem solução ou culpados, as vereadoras Bella Gonçalves (Psol) e Iza Lourença (Psol), da Gabinetona BH, apresentaram na sexta-feira (05/03),  na Câmara Municipal de Belo Horizonte, dois projetos de lei de autoria da vereadora do Rio de Janeiro.

A ação faz parte de uma iniciativa em memória a Marielle, assassinada em 14 de março de 2018, na capital fluminense.
 
Os projetos de lei apresentados fazem parte de uma agenda criada pelo Instituto Marielle Franco, uma organização fundada pela família da vereadora carioca com a intenção de lutar por justiça, defender a memória, multiplicar o legado e regar as sementes da parlamentar. 
 
Além de Bella Gonçalves e Iza Lourença, outras 79 vereadores eleitas nas eleições municipais de 2020 foram convocadas pelo instituto para protocolarem, juntas, 12 projetos apresentados por Marielle no Rio e que poderiam ser adaptados a outras localidades no país.
 
Em Belo Horizonte, os projetos escolhidos foram a instituição no calendário da cidade de duas datas simbólicas que marcam a luta contra a violência, sendo o “Dia Municipal de Luta Contra o Encarceramento da Juventude Negra”, a ser comemorado em 20 de junho, e o “Dia Marielle Franco de Enfrentamento da Violência Política contra Mulheres Negras, LGBTQIA+ e periféricas”, marcado anualmente para 14 de março.
 
Além desses dois projetos, Iza Lourença disse que a Gabinetona BH está planejando mais um: “Vamos protocolar o PL de um dossiê sobre a violência contra mulher, ainda nesta semana. Desde a pandemia, a violência contra mulher cresceu muito, e é preciso tomar uma atitude de forma embasada”. 
 
Ela garante que o dossiê com produção de dados sobre a violência contra mulher e todos os projetos serão protocolados ainda em março, em razão do Dia Internacional da Mulher e consequentemente o mês de luta por direitos iguais e, em memória à vereadora assassinada. 

Três anos da morte de Marielle Franco

A vereadora Marielle Franco (Psol/RJ) foi morta a tiros na Rua Joaquim Palhares, no Centro do Rio de Janeiro,  em 14 de março de 2018. Com o carro alvejado, ela e o motorista, Anderson Gomes, foram mortos enquanto voltavam de um evento na Lapa, chamado Jovens Negras Movendo as Estruturas. 
 
Completando três anos do crime, as investigações continuam e as famílias de Marielle e Anderson ainda aguardam respostas.

*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade