Publicidade

Estado de Minas CALÚNIA

STF envia queixa-crime contra Bolsonaro à Câmara para abertura de processo

Presidente é acusado de calúnia pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB)


04/03/2021 22:43 - atualizado 04/03/2021 23:03

Jair Bolsonaro (sem partido) pode responder a processo de calúnia contra Flávio Dino (PCdoB)(foto: Alan Santos/PR)
Jair Bolsonaro (sem partido) pode responder a processo de calúnia contra Flávio Dino (PCdoB) (foto: Alan Santos/PR)

 

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) enviou à Câmara dos Deputados uma queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Se dois terços dos deputados votarem a favor, um processo pode ser aberto contra o chefe do Executivo federal.

 

A queixa-crime tem como autor o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Ele acusa Bolsonaro de calúnia, após o presidente dizer em entrevista que o estado negou proteção policial a uma agenda que seria cumprida na cidade de Balsas (MA).

 

De acordo com a denúncia de Dino, Bolsonaro disse à rádio “Jovem Pan”, em 21 de outubro do ano passado, que a Polícia Militar do Maranhão negou apoio à comitiva presidencial. O presidente participaria de um evento evangélico na cidade.

 

Bolsonaro disse que enviou ofícios ao Secretaria de Segurança do Maranhão, à Polícia Militar do estado e ao comando policial responsável pela cidade de Balsas. Mas, Flávio Dino nega o recebimento desses documentos.

 

“A mentira pode ser usada deliberadamente no debate político? O Presidente da República, com suas elevadas atribuições, pode costumeiramente mentir?”, pergunta Flávio Dino no documento.

 

À época do fato, Flávio Dino desafiou o presidente a apresentar provas sobre suas afirmações de falta de apoio de segurança do Maranhão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade