Publicidade

Estado de Minas VEJA FOTOS

Ignorando a COVID-19, Bolsonaro esteve em 7 aglomerações em 4 dias

Em todos os eventos dos quais participou, o presidente estava sem máscara e ainda criticou políticos que implantam restrições para conter avanço do coronavírus


26/02/2021 16:41 - atualizado 26/02/2021 18:10

Bolsonaro participou de sete aglomerações nesta semana(foto: PR/Reprodução)
Bolsonaro participou de sete aglomerações nesta semana (foto: PR/Reprodução)
No momento em que o Brasil atravessa fase dramátiva na pandemia de COVID-19, amargando recorde de mortos em 24 horas, e com governos estaduais e municipais tendo de lidar com o estrangulamento do sistema de saúde, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) provocou aglomerações em sete oportunidades somente nesta semana.

Entre cerimônias no Planalto, visitas ao Congresso e viagens, o presidente seguiu ignorando as medidas de proteção contra o novo coronavírus e não utilizou máscara em nenhum evento.

 
Ver galeria . 41 Fotos Bolsonaro participou de oito aglomerações nesta semanaPR/REPRODUÇÃO
Bolsonaro participou de oito aglomerações nesta semana (foto: PR/REPRODUÇÃO )
 
 

Cerimônia no Planalto e visita ao Congresso


Aglomeração no evento lançou o projeto Agenda do Prefeito Brasil, na terça-feira (23/2)(foto: PR/Reprodução)
Aglomeração no evento lançou o projeto Agenda do Prefeito Brasil, na terça-feira (23/2) (foto: PR/Reprodução)
A primeira aglomeração ocorreu durante a cerimônia que lançou o projeto Agenda do Prefeito + Brasil. Lá, Bolsonaro não utilizou máscara e abraçou colegas.

Estavam presentes nesse evento alguns prefeitos de capitais, como o do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM-RJ). O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, compareceu mesmo depois de ter anunciado ter sido contaminado pela COVID-19.

Bolsonaro foi até o Congresso Nacional, na terça-feira (23/2)(foto: PR/Reprodução)
Bolsonaro foi até o Congresso Nacional, na terça-feira (23/2) (foto: PR/Reprodução)
No mesmo dia, Bolsonaro voltou a se aglomerar. Desta vez no Congresso Nacional. Ao lado de deputados e senadores, o presidente sorriu para fotos e entregou a MP que trata da privatização da Eletrobras. 

Ele chegou junto com o ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, em meio a tumulto. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também participou da cerimônia.

Visita ao Acre e Posse de Ministros


O presidente em visita ao Acre, na quarta-feira (24/2)(foto: PR/Reprodução)
O presidente em visita ao Acre, na quarta-feira (24/2) (foto: PR/Reprodução)
Na quarta-feira (24/2), Bolsonaro viajou até o Acre e visitou a cidade de Rio Branco. Lá, mais aglomerações.

Ele foi ao estado para sobrevoar as regiões atingidas por alagamentos na semana passada. O Acre vive momento crítico, com surtos de doenças e enchentes.

Na comitiva estavam os ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, e da Defesa, Fernando Azevedo, além dos três representantes do Acre no Senado: Mailza Gomes (PP), Marcio Bittar (MDB) e Sérgio Petecão (PSD), e do governador do estado, Gladson Cameli.

Na coletiva de imprensa depois do voo, Bolsonaro encerrou a sessão de perguntas após ser perguntado sobre decisão do Superior Tribunal de Justiça que anulou a quebra de sigilos do filho dele, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

No Acre, Bolsonaro também posou para fotos com apoiadores sem máscara.

Bolsonaro em posse dos ministros João Roma e Onyx Lorenzoni, na quarta-feira (24/2) (foto: PR/Reprodução)
Bolsonaro em posse dos ministros João Roma e Onyx Lorenzoni, na quarta-feira (24/2) (foto: PR/Reprodução)


No mesmo dia, o presidente deu posse a dois novos ministros em solenidade no Palácio do Planalto. João Roma assumiu o Ministério da Cidadania e Onyx Lorenzoni é o novo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência.

O evento contou com a presença de diversos ministros e autoridades e, mais uma vez, houve aglomerações.


Visita ao Paraná e volta ao Congresso


Bolsonaro tira fotos em viagem ao Paraná, na quinta-feira (25/2)(foto: PR/Reprodução)
Bolsonaro tira fotos em viagem ao Paraná, na quinta-feira (25/2) (foto: PR/Reprodução)


Na quinta-feira, Bolsonaro foi até Foz do Iguaçu, no Paraná, participar do lançamento de revitalização do sistema de Furnas – que é responsável pela transmissão ao mercado brasileiro da energia que o Paraguai não consome.

Mais aglomerações foram registradas no local.
 
Na entrega ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, de novo projeto de lei, , na quinta-feira (25/2)(foto: PR/Reprodução)
Na entrega ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, de novo projeto de lei, , na quinta-feira (25/2) (foto: PR/Reprodução)


Novamente em visita ao Congresso, o presidente também entregou ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, o Projeto de Lei que quer tornar os Correios uma "Sociedade de Economia Mista". 

Visita ao Ceará


Bolsonaro visita o Ceará, na sexta-feira (26/2)(foto: PR/Reprodução)
Bolsonaro visita o Ceará, na sexta-feira (26/2) (foto: PR/Reprodução)


Nesta sexta-feira (26/2), em meio ao aumento de casos de COVID-19 no Ceará, o presidente visitou a cidade de Tinguá para a assinatura da retomada de obras viárias em cidades do interior e na Grande Fortaleza.

A visita foi alvo de críticas do governador Camilo Santana (PT), que informou que não iria participar do evento.
 
 

Por volta das 15h, muitos apoiadores de Bolsonaro já se aglomeravam à espera dele no km 29 da BR-222, em Caucaia, na Grande Fortaleza.

Depois da cerimônia em Tianguá, o presidente visitou as obras da duplicação da rodovia e do anel viário que liga Caucaia ao Porto do Pecém.

*Estagiária sob supervisão da subeditora Kelen Cristina


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade