Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES

Kalil é cotado para governador em aliança com PDT de Ciro Gomes em 2022

Segundo o presidente do PDT, Carlos Lupi, o prefeito de BH disse que mantém foco na gestão da capital, mas analisa a proposta de se candidatar ano que vem


11/02/2021 16:48 - atualizado 11/02/2021 17:05

Kalil recebeu visita do presidente do PDT e acenou com a possibilidade de analisar proposta de candidatura em 2022(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Kalil recebeu visita do presidente do PDT e acenou com a possibilidade de analisar proposta de candidatura em 2022 (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), tem recebido amplo apoio para concorrer ao cargo de governador de Minas Gerais nas eleições 2022. Nesta quinta-feira (11/02), o chefe do Executivo municipal recebeu visita do presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Carlos Lupi.

Regada ao “melhor café e pão de queijo do Brasil”, disse o paulista Lupi, a reunião, que terminou por volta das 16h, tenta aproximar Kalil do partido de Ciro Gomes, que deve disputar a presidência da República pela segunda vez.

“Fizemos essa visita de ‘parabéns’ pela vitória magnífica aqui em Belo Horizonte. Somos parceiros do Kalil. Dependendo da vontade do PDT, queremos que ele represente Minas Gerais, que a competência dele seja compartilhada com todo estado”, contou Lupi à reportagem do Estado de Minas. “Se depender do PDT, será candidato a governador”, reafirmou.

O PDT faz parte do leque de partidos que dá sustentação ao governo Kalil e tenta articular uma aliança para também apoiar Ciro Gomes. Segundo Lupi, o prefeito de BH foi receptivo, agradeceu o contato e disse que no momento está focado na gestão da capital, mas que vai analisar a possibilidade.

“Ele disse que vai fazer uma reflexão. A gente gosta de posições bem claras e definidas. Coloquei com clareza que nosso desejo é esse (apoiar a candidatura ao governo do estado) e ele agradeceu. Estamos lutando para ter uma aliança com o nome do Ciro que é um principal porta-voz”, explicou o presidente do PDT.

Além de Carlos Lupi, participou da reunião o deputado federal mineiro dr. Mário Heringer, do mesmo partido. 

Ciro Gomes e Kalil

Presidenciável do PDT, o ex-ministro Ciro Gomes saiu em defesa de Alexandre Kalil em novembro do ano passado depois que o prefeito foi chamado de “ditador” pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL).

"Nenhum destes idiotas corruptos (bolsonaros) têm moral para calçar o sapato do melhor prefeito de capital do Brasil que é o Kalil!", disparou Ciro, em seu perfil no Twitter.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade