Publicidade

Estado de Minas Conflito de interesses

''Deu um tiro no saco'', veja essa e outras reações ao novo cargo de Moro

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro é sócio-diretor de consultoria que tem a empreiteira Odebrecht entre seus clientes


01/12/2020 10:23 - atualizado 01/12/2020 12:38

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

A confirmação de que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro vai atuar como sócio-diretor da consultoria norte-americana Alvarez & Marsal gerou inúmeras críticas, que desta vez não vieram apenas dos partidos de oposição ou críticos da operação Lava-Jato, da qual Moro foi juiz.

Mesmo para aliados, Moro errou ao se aliar a uma empresa que atua como administradora judicial do Grupo Odebrecht, empreiteira que foi condenada por Moro por mais de uma vez no âmbito da Lava- Jato.

O senador Major Olimpio (PSL-SP), um de seus principais defensores, não mediu palavras para expressar o quanto achou errada a decisão do ex-ministro. "Não conheço os termos, mas acho que ele deu um tiro no próprio saco e não no pé. As sequelas são piores", disse o parlamentar ao site UOL.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou de ironia ao ser perguntado sobre Moro e uma possível candidatura em 2022: "Agora o Moro é consultor de uma empresa que inclusive, pelo que vi no jornal, presta serviço para a Odebrecht. Acho que ele já está encaminhado no setor privado", afirmou Maia.

Além de críticas, Moro deve ainda ter de se explicar para a Ordem dos Advogados do Brasil. O Conselho Federal da OAB anunciou que deve notificá-lo, pedindo esclarecimentos sobre seu novo trabalho.

Veja outras reações ao novo trabalho de Moro

Ciro Gomes, ex-governador do Ceará: "Malandrão! Sérgio Moro agora é sócio-diretor da empresa que trabalha na defesa da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato. Mais uma vez, Moro fica sob a luz difusa do abajur lilás com discursos de integridade e anticorrupção. O povo brasileiro está atento!"

Roberto Requião, ex-senador: "É tudo escancarado. A Odebrecht contrata uma empresa, que contrata Sérgio Moro, para trabalhar na sua defesa? Você ainda acredita nesta gente?"

Ivan Valente, deputado federal pelo PSol: "A OAB cobra esclarecimentos de Sergio Moro sobre novo emprego. Ele foi contratado pela consultora Alvarez Marsal, que atende a Odebrecht. Moro nega advocacia e conflito de interesse, mas depois da atuação parcial na Lavajato como juiz é escandaloso lucrar na zaga no mesmo jogo."

PT, pelo Twitter: "A contratação de Moro fecha o ciclo de uma prática comum de atuação dos interesses dos EUA no mundo. Exemplo disso ocorreu no Iraque, quando após a Segunda Guerra do Golfo, as empresas norte-americanas passaram a operar as grandes obras do país."


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade