Publicidade

Estado de Minas CAFÉ DE LA MUSIC

Boate onde senador acusado de estupro encontrou modelo é da mesma rede onde Mari Ferrer sofreu abuso

Nas redes sociais, internautas pedem justiça e pelo fechamento das casas noturnas da rede


23/11/2020 17:40 - atualizado 23/11/2020 18:30

Café de La Music, em São Paulo, onde o senador se encontrou com a modelo (foto: Divulgação)
Café de La Music, em São Paulo, onde o senador se encontrou com a modelo (foto: Divulgação)
Depois que a notícia sobre a denúncia de estupro envolvendo o senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) viralizou na internet, o nome do Café de La Musique, casa noturna onde ele teria se encontrado com uma modelo, ficou entre os mais falados no Twitter. Essa não é a primeira vez que casos de abusos acontecem nas boates da rede. Entre eles, o caso da jovem modelo Mari Ferrer estuprada pelo empresário André Aranha em Florianópolis.

Nas redes sociais, as pessoas pedem justiça e pelo fechamento das casas noturnas da rede. Os internautas também apontam que a casa noturna, que é considerada de alto nível, tem uma política machista. Com os ingressos mais baratos para as mulheres, a lista de clientes do local só envolve homens muito ricos e poderosos, entre eles o filho do presidente jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Entenda


Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) é acusado por uma modelo de 22 anos de tê-la estuprado no último domingo (22).O crime teria acontecido em São Paulo. Um boletim de ocorrência foi registrado pela vítima na madrugada desta segunda-feira (23), no 14º Distrito Policial de Pinheiros. Irajá é filho da senadora Kátia Abreu (PP-TO).

De acordo com o relato da vítima, Irajá foi responsável por dopá-la para, então, concretizar o estupro. Ela alega tê-lo conhecido em um almoço no Jockey Club de São Paulo. Logo após o encontro, ela e o senador teriam saído juntos para o Café de La Musique. Acompanhada por um amigo de Irajá, ela teria sido dopada enquanto ainda estava na boate.

Segundo o boletim de ocorrência, obtido pela CNN Brasil, a jovem teria acordado enquanto estava sendo “penetrada” pelo senador, que não usava nenhum tipo de preservativo. Segundo o documento, Irajá dizia frases como: “Agora você é minha” e “estou apaixonado”.

Veja repercussão

 

 

 

 

 

 

 

 

*Estagiária sob supervisão a editora-assistente Vera Schmitz



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade