Publicidade

Estado de Minas Ação

Alcolumbre cobra visita de Bolsonaro ao Amapá para solucionar apagão

A viagem está prevista para este sábado, quando completará o 19º dia do maior apagão ocorrido no estado


20/11/2020 10:23 - atualizado 20/11/2020 11:36

Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre durante reunião, no Palácio do Palácio, nessa quinta-feira (19)(foto: Palácio do Planalto/Divulgação)
Jair Bolsonaro e Davi Alcolumbre durante reunião, no Palácio do Palácio, nessa quinta-feira (19) (foto: Palácio do Planalto/Divulgação)

O presidente do Congresso Nacional, senador David Alcolumbre  (DEM/AP), convidou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para ver de perto o que está acontecendo com a população do Amapá ( base eleitoral de Alcolumbre), que vive o maior apagão da história do estado, que entra hoje em seu 18º dia.

A viagem está prevista para este sábado (21), conforme informou a Secretaria de Comunicação da Presidência, horas depois de o Senado divulgar nota sobre o resultado da reunião entre Bolsonaro e Alcolumbre, nessa quinta-feira (19).9 Leia abaixo a íntegra da nota).

O Amapá enfrenta uma crisesem precdente no fornecimento de energia no estado. Municípios da região chegaram a ficar totalmente sem energia desde que um incêndio atingiu a principal subestação do estado, no dia 3 deste mês.

As eleições municipais realizadas no último domingo, em primeiro turno, precisou ser adiado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com Eletronorte, geradores termelétricos, movidos a combustível, devem começar a funcionar no sábado (21).

Reunião


Alcolumbre esteve reunido com o presidente nessa quinta-feira (19), no Palácio do Planalto, para fazer o convite.

Na reunião com Bolsonaro, Davi Alcolumbre teria cobrado do presidente ações efetivas por parte do governo para socorrer as famílias atingidas pelo apagão.

Alcolumbre teria dito ao presidente que "culpados terão que aparecer" e que os responsáveis terão que ser punidos.

Para o presidente do Senado, houve falha na fiscalização. Ele, no entanto, acredita que a prioridade  de curto prazo  é "tirar o Amapá do racionamento o mais rápido possível e garantir auxílio emergencial à população".

Íntegra da nota do Senado à imprensa


"O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (Democratas-AP), reuniu-se, nesta quinta-feira (19), com o presidente da República, Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, para tratar sobre ações de socorro à população do Amapá, que enfrenta situação de calamidade após o apagão.

Ao presidente, Davi fez um contundente relato sobre as dificuldades por que passam os amapaenses e tratou de medidas do Executivo para o fim do racionamento de energia e o pagamento de auxílio social às famílias atingidas no estado.

O presidente do Senado chamou o presidente Bolsonaro para ver de perto a situação no Amapá. A data não está confirmada, mas a expectativa é de que Bolsonaro desembarque em Macapá ainda neste sábado (21).

Também nesta tarde, Alcolumbre conversou sobre o auxílio social com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que sinalizou que há ferramentas disponíveis para atender os amapaenses."

Assessoria de Imprensa

Presidência do Senado


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade