Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Uberaba tem um novo candidato a prefeito

Coronel Peres assume cabeça de chapa do AVANTE após Justiça Eleitoral indeferir candidatura de Leandro Souza devido a condenação por crime ambiental


27/10/2020 09:18 - atualizado 27/10/2020 11:31

O coronel Lupércio Peres Dalvas foi comandante da regional da Polícia Militar, em Uberaba, entre o mês de julho de 2017 e julho deste ano(foto: PMMG/Divulgação)
O coronel Lupércio Peres Dalvas foi comandante da regional da Polícia Militar, em Uberaba, entre o mês de julho de 2017 e julho deste ano (foto: PMMG/Divulgação)
Antes como candidato a vice-prefeito de Uberaba, agora o ex-comandante da 5º Região de Polícia Militar (RPM), coronel Lupércio Peres Dalvas, assumiu cabeça de chapa, antes liderada pelo corretor de imóveis Leandro Souza, conhecido como Leandro da Visão. O advogado e empresário Mateus Eduardo de Morais, secretário do partido, foi escolhido como vice. 
 
Motivo: a Justiça Eleitoral indeferiu no último fim de semana a candidatura de Leandro devido a condenação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em 2019, por crime ambiental (a empresa da qual ele é sócio foi condenada por descarte ilegal de resíduos). A assessoria jurídica da empresa chegou a recorrer da sentença em primeira instância, mas Leandro da Visão decidiu renunciar no começo desta semana à candidatura a prefeito
 
Ele chegou a declarar no final da semana passada que tentaria recorrer da decisão judicial.  Mas, numa segunda nota, divulgada no começo desta semana, ele disse que o processo, mesmo estando em grau de recurso, poderia atrapalhar o andamento da campanha, que segue articulada e harmônica. “Não desejo prejudicar meus companheiros”, declarou Leandro da Visão que ressaltou que sai do processo de cabeça erguida e confiante na Justiça. “O meu sonho vai continuar. Sigo apoiando o Coronel Peres e o Mateus”, finalizou.
 
De acordo com a assessoria de imprensa da 5ª RPM, o coronel Peres ingressou na Polícia Militar em 1990, sendo declarado aspirante a oficial em 1993. Antes de ser designado para o comando da 5ª RPM, ele exercia a função de diretor de Tecnologia e Sistemas da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). O militar, que é bacharel em Direito e em Ciências Militares, também já comandou a Escola de Formação de Oficiais da PMMG e o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade