Publicidade

Estado de Minas LEI SANSÃO

Bolsonaro assina lei com cachorro no colo, late e brinca: 'Não sei se ele vai entender, Au Au significa parabéns'

O presidente assinou a lei 1.095/2019, chamada de Lei Sansão, que estabelece penas mais duras para quem praticar maus-tratos a animais; assista ao vídeo


29/09/2020 18:19 - atualizado 29/09/2020 19:11

Jair Bolsonaro (sem partido)(foto: Tv Brasil/Reprodução)
Jair Bolsonaro (sem partido) (foto: Tv Brasil/Reprodução)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou a lei  1.095/2019, chamada de Lei Sansão, que estabelece penas mais duras para quem praticar maus-tratos a animais, com um cachorro no colo. Durante a cerimônia, realizada nesta terça-feira (29), o chefe do executivo fez uma piada e tentou se comunicar com o animal. “Não sei se o Sansão vai entender, mas au au, significa parabéns”.

“Não vou falar muito. Fiquei 15 anos a serviço do Exército Brasileiro, todo mundo que ficou um ano que seja sabe que não existe um quartel no Brasil onde não tenha um cão, dois ou até mesmo uma matilha de cães. Esses animais são bem vindos nesse meio. Acima de tudo, quem não demonstra amor por um cão, não demonstra amor por quase nada nessa vida”, disse Bolsonaro.

Durante discurso, Bolsonaro assumiu ter sido pressionado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro a sancionar a lei. “Nunca tive dúvidas ao sancionar esse projeto ou não. Até porque fiquei sabendo dele através da primeira-dama, que me perguntou em casa: já sancionou? Respondi que ela estava parecendo o Guedes, que sempre faz isso com os projetos que tem a ver com a economia. O Paulo eu obedeço, quem dirá você (Michelle).”

O presidente parabenizou a esposa pela participação nas redes sociais apoiando o projeto. 

Bolsonaro também afirmou que, se o cidadão não sabe tratar bem um cão ou um gato, basta “não o ter em casa”. Segundo ele, a pena para maus-tratos será compatível a agressão.
 
Durante a cerimônia, o deputado federal Fred Costa (Patriota), autor da lei,  presenteou o presidente com uma camisa do clube Atlético Mineiro. 
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade