Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

TCE-MG reprova contas de mais de 1,5 mil gestores no estado

Nomes serão analisados pelo Tribunal Regional Eleitoral, que poderá impedir ou não as candidaturas nas próximas eleições municipais


28/09/2020 17:08 - atualizado 28/09/2020 18:09

Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) entregou a lista das candidaturas à Justiça Eleitoral(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG) entregou a lista das candidaturas à Justiça Eleitoral (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Mais de 1,5 mil gestores apresentaram irregularidades em suas contas no exercício de cargos ou funções públicas nos últimos oito anos. A relação foi divulgada nesta segunda-feira (28) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MG), que repassou os nomes ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) no mês passado para uma avaliação. 
 
Caberá à Justiça definir quais deles serão considerados inelegíveis ou não ao pleito de 15 de novembro. Além da impossibilidade de concorrer ao cargo público por causa da irregularidade nas contas, os gestores podem sofrer outras punições, como proibição de candidaturas nos próximos oito anos ou até mesmo afastamento das funções por tempo indeterminado.

A partir do momento em que os políticos indicados pelos partidos formalizarem o pedido de registro de candidaturas, o Poder Judiciário Eleitoral poderá apreciar os casos concretos e vetar as candidaturas. Também estão na relação os gestores que tiveram suas contas rejeitadas ou consideradas irregulares pelo Poder Legislativo
 
O TRE-MG deve divulgar nos próximos dias a relação de quem terá a candidatura deferida. A lista completa dos gestores pode ser vista no Portal da Transparência do TCE-MG.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade